Total de visualizações de página

quinta-feira, 31 de março de 2011

dias

Hoje acordei com frio.
Abri o armário e caçei  uma blusa meia manga.
Na rua, chovia e eu abri o guarda chuva para não molhar o cabelo.
Cheguei no trabalho, alguns minutos depois.
Guarda chuva fechado, um  frescor  frio e sem sal.
Dali a pouco, saio para um café.
Um mormaço chato como só  o mormaço sabe ser infesta o ar
Começo a suar.
Daqui a pouco, entre um silencio e outro no fone de ouvido, deixo de escutar Nina Simone  para me deliciar com o barulho da chuva....
Quando tenho que sair novamente da sala ambientalmete refrigerada em 21 graus
Deparamo-me com um céu cinza.
Tenebroso.
De assustar.
Isso tudo pra dizer, que sou como o tempo.
Tenho dias de sol.
Tenho dias de chuva
Dias de intenso mormaço
Dias de chuva fininha.
Dias de céu cinza.
Tenebroso.
De assustar.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Sobre o amor

A verdade é esta: Amor é igual planta
Tem que ser  regado todos os dias
 com esperança e alegria.
Com desejo de corpo e verdades de alma.
Amor tem que ser compartilhado.
Abençoado.
Partilhado nas desgraças e nas colheitas.

Amar sozinho é como dar murros em ponta de faca: só sangra