Total de visualizações de página

quinta-feira, 30 de abril de 2015


Hoje o dia está maravilhoso e eu espero que vocês também possam perceber as inúmeras graças que o universo nos dá todos os dias.
 O universo, força cósmica, campo de potencialidades, Deus,  ou seja lá como você chama a inteligencia espiritual que nos move, está sempre generosamente nos enviando pequenas dádivas diárias inesperadas.
Basta termos os nossos olhos e corações bem abertos para recebê-las,
E hoje, na minha meditação diária, me veio uma questão bastante instigante: Se um dia eu escolhi acreditar no que outras pessoas diziam, porque não acreditar em mim? no que eu digo? nas minhas  novas convicções?
Uma vida inteira eu acreditei no que outros  a minha volta diziam.
E não eram coisas boas não, principalmente na infância e adolescência:
- Você  não  faz nada direito, não sabe cuidar das suas coisas, é teimosa, é isso, é aquiilo, é  rebelde, é desobediente, enfim...
Uma série de afirmações negativas que  foram me constituindo.
Logicamente que ao longo dos anos, eu fui rompendo com algumas dessas informações e fui me constituindo como um ser humano repleto de potencialidades e competências.
Fui me resolvendo, mesmo sem saber.Mas a semente das informações  negativas ainda estavam lá.
 Mas desde que resolvi me aprofundar em mim mesma, e isso foi somente ha cinco meses, sempre penso: as informações estão lá, mas não fazem parte do meu DNA.
O que as pessoas pensam de mim, não sou eu.
Eu sou o que eu penso que sou, e mais sou o que eu quero ser.
 Não tem sido fácil a jornada do auto conhecimento.
Todo dia é um mergulho no inesperado.
Todo dia é uma invenção.
Mas estou nessa jornada,  e não vou desistir de crer pra ver.
Ainda tenho muito que trabalhar nas minhas  ações, pensamentos  e palavras para que tudo opere com unicidade.
Apenas  estou me observando com muita atenção.
E observando, sinto que posso me tornar diferente do que sou.

terça-feira, 28 de abril de 2015

oração do dia




Que eu não seja um obstáculo para mim  mesma;
Que eu tome as decisões que  necessito para me fazer feliz;
Que eu me escute todas  as vezes que meu coração apertar;
Que eu não fale mais do que deveria;
Que eu observe;
Que eu não meta os pés pelas mãos.

domingo, 26 de abril de 2015

facebook out!

Estava em Piracicaba em fevereiro  numa roda de mulheres fenomenais. artistas, engenheiras, professoras universitárias,  mestres , doutoras, independentes, bonitas, livres e soltas... Lá pelas tantas depois de muitas biritas, resolveram postar umas selfies no face.
E queriam me marcar.
-Eu não tenho mais facebook.
-Ohhhhhhhhhhhhhh. Parecia que tinha morrido alguém, juro.
- Mas porque eeee? Uníssono, no sotaque caipira, quase inglês.
-Porque não quero mais
Porque nada ali me interessa.
Porque algumas pessoas que estão ali, não me dizem respeito
Porque  não quero saber e  tenho raiva de quem sabe
Porque algumas pessoas que estão ali não vão mais fazer parte da minha vida, mas nem pelo zaralho...
Porque quem quer falar comigo, me  acha de uma outra maneira.
E finalmente, porque a minha vida não interessa a ninguém, e nem a vida de ninguém me interessa.
Não é pra mim.
 
E  passo bem, obrigado.

Hoje  tirei a tarde pra ver televisão.
Nada de bom passando nos  mais de trinta e poucos canais...

Desde que me entendo por gente que televisão dia de domingo  é insuportável.

Porque será hein?

sexta-feira, 24 de abril de 2015




 Então tá!

Eu Topo! Vamos sair pra viajar! Uma viagem maravilhosa onde os segredos serão descobertos. medos e magoas virão a tona e se transmutarão em energia de mudança e cura.

Conheceremos lugares  onde as sombras habitam, mas descobrimos, que a despeito de tudo, há integridade e amor nas sombras. Elas nos dissecam, nos aprofundam e  fazem emergir a delicadeza de quem somos.

Descobriremos pessoas que sempre estiveram muito interessados em nossa viagem, e que estão muito satisfeitas  ao nos ver chegando.
 E sem que percebamos, as portas serão abertas e entraremos em lugares que nunca pensamos, conheceremos pessoas que nunca imaginamos e sentiremos coisas que andavam por demais esquecidas ou que julgávamos mortas e enterradas para todo o sempre.
Mas a morte é apenas um pretexto que damos para fingir que temos tão pouco. Porque O Depois é a mudança. E nós temos medo da mudança. E morte é mudança.

 Mas então... essa viagem, tão delicada por dentro de nós, vai nos levando a outros caminhos....e outros.... e outros.... e aí  quando a gente menos espera , vai se acostumando com a viagem.

Com o movimento, com o sacolejo, com o entra e sai, com a  beleza de tudo isso.

Assim.         




quinta-feira, 23 de abril de 2015

salve jorge!


São Jorge por Rafael 


Hoje é dia de São Jorge.
Então: Salve Jorge!

Nada mais justo que esmague as serpentes, e leve as dores, tristezas e a falta de destreza dessas nossas vidas.

  Leva tudo pra  lua, que é onde você mora.

 E pra não perder o costume, me leva também, na tua companhia.  

quarta-feira, 22 de abril de 2015

flavia melissa:eu não sei por onde vou, mas eu sei que tô no meu caminho...



Hoje eu pensei em escrever por aqui, como antes, no incio do blog.
Assuntos preparados, anotados no caderno dos conteúdos do  Curso de Aperfeiçoamento em Educação Ambiental da UFF.
Cheguei  em casa do trabalho.
Pausa pra um pastel.
Depois correr pra academia, para eliminar o pastel das minhas entranhas.
Mas  o Personal  não veio. Atraso por causa do transito caótico da cidade.
Volto pra casa depois de 25 minutos de esteira e 5 de bike.
Debaixo da chuva fina, penso que seria o fim me resfriar.
Porque ando meio esquisita esses dias.
Porque ando meio tristonha esses dias.
Porque ando dentro de mim esses dias. E ando meio nublada.

Então abro o e-mail e  uma mensagem do blog atualizado da Flavia Melissa me diz .

 "...e quer jeito mais eficiente de não fracassar em nada do que nunca tentar de verdade? "



terça-feira, 21 de abril de 2015

aprendiz de universo: papo reto


Minutos após uma oração quando você tem o seu pedido atendido

Algumas simples palavras.
Poucas.
Poucas mesmo.
Mas que dizem tudo.
Poucas palavras que te levam para o interior de um poço profundo de lavras quentes.
Poucas palavras que não eram as que você queria ouvir.
Mas ouviu.
Imagens que você não queria ver.
Mas viu.
Pobre olhos os teus que viram a felicidade alheia, estampada bem diante da sua alma
que gritava infeliz aos sete ventos: liberte-me porque não quero mais sofrer...
Maldita essa vida. Descaminhos.


Um dia depois da oração quando você tem o seu pedido atendido

O Universo responde sempre.
E o coração  agora entende.
Não desobedeça a intenção de uma oração.
Se você pediu  e foi atendido, agradeça.
Se  a resposta que veio, não foi a que você  desejava.
Agradeça.
E vai cuidar da vida, numa outra direção.  

domingo, 12 de abril de 2015

corpo e alma



Esses dias tenho me dedicado a cuidar de mim.
A cuidar de minhas coisas, meus sonhos cultivados a tempo...
Tenho também dedicado um tempo a cuidar dos meus medos e inseguranças, dando-lhes menos protagonismo  do que eles merecem.

Cuido de me atrair.
Sim, tenho usado o poder de atração, para atrair a mim mesma para os meus braços, para o meu amor e para o um infinito e terno olhar, que é o meu mesmo...

 E com isso, vou me movimentando dialeticamente mundo adentro.
Cuidando do corpo que vai  desde geral nas  unhas e  cabelos, ginastica todos os dias, massagens relaxantes e  até parar de fumar, eu parei. Sem incentivo. Sem adesivo.
Simplesmente porque é melhor pra mim.
Assim.

 Foi quando dei por mim: Ok, cuido do meu corpo com zelo e respeito, mas e minha alma? essa alminha que me acompanha na saúde e na doença,  na  riqueza e na pobreza?

O que posso fazer  para fazê-la  feliz minha rainha?

Mudar  o layout do blog . Ok
Ler Adélia Prado- Ok
Escrever  poesia sem pretensões de publicar. Como era antigamente no tempo do eu  era  feliz e não sabia- Ok
Ler Filosofia- Ok
Cantar- Ok.

Sentar e me ouvir.
Inspirar.
Novamente me ouvir, mas não somente ouvir. Me escutar.
Silenciosamente respeitar as decisões que emergem desse ouvir, pois estas decisões são sábias, pois vem da alma, que é uma menina muito sabida.
E com humildade aceitar estas decisões, porque com certeza, serão o melhor pra mim.
  

questão de tempo

É preciso apostar nas mudanças..
Hábitos, jeitos  de ser, que  na verdade, já foram... ou virão?
O tempo... o tempo do passado e do futuro que se resumem no tempo presente.
Hoje.
Nao ontem, nem amanhã.
Hoje.
Hoje passado
Hoje futuro.
Tempo.
Relativo.
Devir.
Porvir.
Merleau-Ponty
( Só para rimar)