Total de visualizações de página

sábado, 28 de fevereiro de 2009

a cigarra e a formiga-nova versão

Recebi esse e-mail do afilhadinho do meu coração, André.

Eu ri montes, espero que vocês gostem.


Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.
Durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida
para o período de inverno.
Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem o bate-papo
com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha gelada.
Seu nome era 'Trabalho', e seu sobrenome era 'Sempre'.


Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e
nos bares da cidade; não desperdiçou nem um minuto sequer. Cantou durante
todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu prá valer sem se preocupar
com o inverno que estava por vir.
Então, passados alguns dias, começou a esfriar.
Era o inverno que estava começando.


A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e
aconchegante toca, repleta de comida.
Mas alguém chamava por seu nome, do lado de fora da toca.
Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu.
Sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari amarela com um aconchegante
casaco de vison.


E a cigarra disse para a formiguinha:
- Olá, amiga, vou passar o inverno em Paris.
- Será que você poderia cuidar da minha toca?
- E a formiguinha respondeu:
- Claro, sem problemas!
- Mas o que lhe aconteceu?
- Como você conseguiu dinheiro para ir à Paris e comprar esta Ferrari?


E a cigarra respondeu:
Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um
produtor gostou da minha voz.
Fechei um contrato de seis meses para fazer show em Paris...
À propósito, a amiga deseja alguma coisa de lá?


Desejo sim, respondeu a formiguinha.
Se você encontrar o La Fontaine (Autor da Fábula Original) por lá, manda
ele ir para a 'Puta Que O Pariu!!!'



Moral da História:
Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia
só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão.
Trabalhe, mas curta a sua vida. Ela é única!!!
Se você não encontrar a sua metade da laranja, não desanime, procure sua
metade do limão, adicione açúcar, pinga e gelo, e... Seja feliz !

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

cartola

Dia desses vi um documentário no GNT sobre o Cartola e amei o que vi.Ontem tive a oportunidade de ver o programa que aliás, adoro,o Sarau na Globo News com o Chico Pinheiro e era sobre o Cartola novamente...

Devo dizer que estou simplesmente apaixonada pela contemplação, pela sensibilidade e pela criatividade desse grande poeta. Sua obra é vasta e de uma beleza tão simples....

Tudo.

Tanto.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

descaso e desrespeito na baixada

Repasso indignada e-mail recebido da minha amiga Verinha da Abolição.

Compondo uma coleção de 2.800 livros de história, geografia, e antropologia. Livros de viajantes que registraram os quatros primeiros séculos da História do Brasil, coleção completa de Monsenhor Pizarro, relatórios da Província do Rio de Janeiro do século XIX, revistas e jornais da Baixada do século XX, além de cerca de 2000 fotografias registrando acontecimentos sociais e políticos do século passado, administrados e catalogados com esmero desde 1997 pelo IPAHB para facilitar as pesquisas de centenas de alunos que nos procuram durante o ano, sentiu a falta de respeito com esse patrimônio, do atual “Governo’ que se inicia em São João de Meriti.

Sem procurar os responsáveis por essa instituição para saber o que é um Centro de Memória, que em sua alienação confundem por biblioteca, a Secretaria de “cultura” simplesmente mandou fechar o museu de arqueologia (o único da Baixada) através de terceiros, e fomos “convidados” a entregar a sala em que se encontram esses livros e as mesas para os pesquisadores.


Os Cursos de História da Baixada Fluminense que ministramos durante esses anos assim como as aulas de artes plásticas que formam dezenas de artistas,as mais de 400 monografias feitas por estudantes universitários e inúmeras dissertações de mestrado,publicação de livros, revistas folhetos etc. Tudo isso foi ignorado por uma secretaria rotulada de “cultura” que está dizendo pra que veio. È preciso desocupar as salas para novos “projetos” e acomodar uma onda de “apadrinhados” comissionados que irão se acotovelar nos corredores sem ter o que fazer.


Conclusão: o IPAHB, motivo de orgulho para qualquer Prefeitura séria de nossa região, está sendo colocado no olho da rua de surpresa sem ter um espaço para se instalar, com o risco de não poder mais oferecer conhecimento a uma juventude carente do políticas públicas em mais esse setor. É lamentável!


Guilherme Peres

(Secretário do IPAHB)

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

desafio 1

Ontem o desfile foi demaiiiiiisss....me diverti muito, cantei, sambei, olhei o mundo ao meu redor e ele era todo dourado e tremulizante.....

Só não vi o presidente, deu tempo não, alías, tinha coisas bem mais interessantes pra apreciar....

Well, well...


Recebi tem uns dias, um desafio instigante da minha querida Dulce lá do http://www.prosaeverso.blogspot.com para executar as seguintes tarefas:

1 - agarrar o livro mais próximo;
2 - abrir na página 161;
3 - procurar a 6ª frase;
4 - colocar a frase completa no blog;
5 - produzir um texto(prosa ou verso) com a frase;
6 - repassar o Prosa e Verso tarefa" para 5 pessoas.

Cumprindo o desafio:

Bem, vamos lá.

Sempre leio vários livros ao mesmo tempo, mas o que estava mais à mão era o trilher policial A Mulher do Mágico de James M. Cain que é o livro que estou levando para minhas idas ao trabalho.

Chamo esses livros carinhosamente de livro-condução, que é literatura de entretenimento pura.

Pág. 161

6ª frase-Vai mesmo!


O poema posto:

Desafio

Vai mesmo!
Meu anjo, vai mesmo!
Deixe-me aqui regando meus jasmins
Só não me leve os meus desejos
Estes intocáveis...

Só não me roube o céu
Nem as folhas do meu poema
Que num momento preciso
Compus pra ti.

Vai mesmo!
Meu anjo, vai mesmo!
E deixe-me de consolo
Esse ridículo amor que me consome!


Devo escolher cinco pessoas para repassar a tarefa de fazer um poema, ou como diria Quintana, salvar um afogado.

São elas:

Rita Costa
http://www.almadepoesia.blogspot.com

André Soares
http://www.ipsiliteris.blogspot.com

http://www.jardimdacla.blogspot.com

http://www.compulsaodiaria.blogspot.com

Valdeck Almeida http://www.galinhapulando

domingo, 22 de fevereiro de 2009

império serrano


Aos carnavalescos de poltrona:


Fiquem atentos ao desfile da Imperio Serrano. Vou desfilar no meio da muvuca na Ala Comunidade.

Hoje,domingo,a partir das 21h, depois do show da vida.

Da última vez, jurei nunca mais desfilar, você vai sentindo uma aflição danada: cantar, se balançar, se preocupar por não errar a letra do samba, sorrir, sambar...tudo ao mesmo tempo agora, loucura total....

Entretanto, o samba enredo em homenagem as sereias, reedição de 1976, me pegou pelo pe, ou melhor, pelo coração..


Vou desfilar por Iemanja. Minha sereia preferida. Minha querida mãe.


Poeminha:

As vezes, encontro o acento agudo.
As vezes não.
Me perdoem a falta de pontuação.

movimento dos sem arquivo

Sou uma mulher sem arquivos...

Mesmo assim, descolei um PC pra ir postando por estes dias...

Senti falta da blogagem diaria,dos contatos, e na abstinência geral fui lendo compulsivamente...

E continuo na peregrinação das letras, irritada com este teclado confuso onde os acentos não estão em seus devidos lugares...Meia hora pra descobrir cada qual com seu cada um...

Affff!!!!

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Meu PC pifado, eu irritadisssima tendo que postar em computa alheio...

Quando voltar, eu volto.

Quando der eu posto, se não der me rasgo...

Fui por aí.

Feliz Obama pra todos e namastë.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009


Que horror o que o preconceito pode fazer.

A humanidade já nos deu e nos dá todos os dias exemplos de intolerância.

E a cada vez me repugna mais, mas também me fortalece no sentindo de continuar lutando contra o pré-estabelecido, contra tudo e todos que incentivem as diferenças raciais, econômicas, linguísticas, sociais, e todas mais.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Vazio

Suas palavras não mais me enternecem
Não fazem mais pouso no meu coração.

Alcanço voo, vazia.
Porém, dona de mim
e da minha razão.

.....

O Lula falou que pelo Pac, ele faz qualquer coisa inclusive, cortar o dindim pro batom da Dilma...

Vê se pode um troço desses?

Tirar uma coisa tão necessária àquela dama tão jeitosa...


Alhos por Bugalhos:


Valha-me deus nossa senhora:

Desde o assalto não consigo dormir direito. Estou tendo crises de ansiedade. Essa madrugada, acordei cheia de calor e percebi que o ar estava desligado, mas percebi também que havia luz vinda da rua. Entrei em desespero,pensei que os meliantes por terem nosso endereço no documentos do carro ousaram uma visitinha noturna...

A imaginação da escritora entrou em ação.... foi horrível acordei meu filho mais velho e descobrimos depois de muitos gritos que só podia ser o disjuntor que tinha desarmado

Moral da História: Tres da madruga,eu no quintal ligando disjuntor.

Uma lua linda, um vento fresco, uivo de cachorros do vizinho e um alarme de carro que tocava infernalmente sem parar.

E só dormi, depois que coloquei minha prole segura dentro do meu quarto. Tranquei tudo.

Igual ventre.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

livro dos dias


A cabeça insiste em ir por ali. É o certo.Não se anime muito, as coisas fáceis demais nunca vieram pra você.

Mas o coração se rebela:-Mas, mas....porque não somente uma vez?

_Porque não.

_Porque não não é resposta-Insiste o batedor mascarado.

_ Porque você insiste? Não vê que isso não dá pra você?Depois quebra a cara e aí vai chorar na cama que é lugar quente. Será que ainda não se acostumou a viver com o que a vida não te dá?

Silencio Interno.

A partir desse dia, o cérebro diante de tanta lucidez virou bipolar.Alterna momentos de alegria e tristezas das profundezas do mar.

O coração....

Bem, o coração desde esse dia bate doído e sofre caladinho.

Igual cão sem dono.

eu sinto muito, mas não serve




O início de carreira para um escritor não é nada fácil, nem para os mais talentosos.

Considerado uma das grandes referências literárias do século XX, o francês Marcel Proust recebeu um não bem redondo logo de início, quando os manuscritos de seu magistral Em busca do tempo perdido foram recusados por ninguém menos que André Gide, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura e fundador da editora Gallimard, na França.

É claro que depois que o livro foi publicado, entre 1913 e 1927, Gide passou a lamentar o resto da vida pela recusa, uma falha em seu currículo de editor.

Mas a palavra rejeição parece ser um substantivo bastante familiar tanto para quem escreve quanto para quem edita. Foi esse universo constrangedor e comum no mundo das letras que inspirou o escritor canadense Camillien Roy a escrever um curioso, criativo e sobretudo divertido livro A arte de recusar um original (Rocco, 143 pp., preço a definir). Roy fez um ensaio com 99 possíveis cartas de rejeição de um original enviado a diferentes editoras por um escritor em início de carreira.

Fonte:Valor Econômico - 06/02/2009 - Por Robinson Borges

É.

Só recebe muitos nãos, quem tenta muitas vezes....

Mantra do dia: Continuar tentando.....
Ontem conversei tanto sobre síndrome do pânico, que tô até achando que a minha tá voltando de mansinho....

sábado, 7 de fevereiro de 2009

receita pra matar formigas


Abri o jornal hoje de manhã e me senti muito mal diante de tudo que li.Várias e obscenas notícias, que de tão ruins prefiro não comentar.(como diria a transgressora Copélia)

Horror dos horrores.

Mas não vou falar de Castelo que não pagam IPTU de Corregedores da República, muitíssimo menos da volta de Sarney para o Senado.

Não quero estragar o sábado de ninguém, por isso, diante da polêmica posta por Ana Chatolina do BBB, que mata formigas com sabão em pó, resolvi postar uma receita pra matar formigas.

Evoé.

Material:

1 pouco de sal 1 tampinha de garrafa 1 pouco de pinga 1 palito de fósforo 1 pedrinha Montagem: Coloca em linha separados por uns milímetros, o sal, depois a tampinha de garrafa com pinga dentro, o palito de fósforo e por último a pedrinha. Uso: A formiga vê o sal e pensa que é açúcar. Corre até e come. Ao constatar que é sal vai ficar desesperada de sede, então vai correr até a tampinha e beber a pinga pensado que é água. Com a pinga ela vai ficar bêbada e vai cambaleante, tropeçar no palito. Daí ela cai bate a cabeça na pedrinha e morre. É um método bastante eficiente e barato.

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

pepinaço do obama

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem (5), referindo-se à crise financeira mundial, que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está com um “pepinaço” nas mãos.
“Eu rezo mais para ele do que para mim mesmo, disse Lula, em discurso durante a inauguração da Hidrelétrica de São Salvador, no estado do Tocantins.
Após a cerimônia, em entrevista a jornalistas, Lula disse que Obama não é um presidente comum, mas um fenômeno na política norte-americana. “Portanto, esse fenômeno tem que se transformar em coisas mais ousadas”, afirmou Lula.
O presidente brincou que os dois logo poderão virar “companheiros”. “Penso que, pelo jeito do Obama, vamos virar companheiros logo, logo. E, quando a gente vira companheiro, pode falar qualquer coisa para o outro que não tem problema.”

Agora, com vocês,o pepino do Obama:


Fonte: documentário.xblogspot

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

benedita vai se encontrar com obama

Secretária de Assistência Social tem dois encontros com presidente.Agenda inclui reunião com congressistas de outros 180 países. A secretária estadual de Assistência Social, Benedita da Silva,anunciou nesta segunda-feira (2) que vai se encontrar na quinta-feira(5) com o presidente americano Barack Obama. Segundo a secretaria, oencontro acontecerá em duas ocasiões: durante um café da manhã em umhotel e em uma reunião com algumas congressistas e o presidente, emWashington.

Benedita revelou o encontro na manhã desta segunda-feira (2), antes dainauguração do primeiro Centro de Referência da Juventude do governodo estado, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. "Há muitos anos trabalho com o Congresso dos Estados Unidos empolíticas sociais e raciais e já fui muitas vezes lá. E agora não vouapenas participar do café da manhã, como também do encontro dasmulheres congressistas de 180 países. Haverá uma agenda muito cheia acumprir, com palestras, debates e outras atividades", revelou asecretária. A secretária viaja na noite desta terça-feira (3) e se disse muitofeliz com a possibilidade de cumprimentar e parabenizar Obama pelavitória nas eleições americanas. "Deus me deu esta oportunidade eestou indo muito feliz da vida. Vou aproveitar para discutir nossosprojetos com os congressistas americanos e conhecer as ações deinclusão social deles que deram resultados positivos.
Os EstadosUnidos têm uma história de lutas vitoriosas na área dos direitoshumanos e civis e é sempre bom estar ali discutindo essas questões."

Fonte: O Negreiro

é um assalto



Como diria Dulce, lá do Prosa e Verso, amanheci enfarruscada.

Acordei e olhei o mundo de maneira diferente, sem minha habitual compreensão condescendente, sem minha constante preocupação humanitária.

Acordei e olhei o mundo e me senti invadida por uma insegurança descomunal, com medo de sair na rua e ver minha liberdade interrompida novamente por uma simples frase: -Perdeu! É um assalto!

Ontem a noite, assaltantes levaram nosso carro, na saída de um caixa eletrônico.

Simples assim.

uma frase dita, um cano de revolver na nuca e você vendo seu carrinho que suou tanto pra comprar virando a esquina sem você.

A candura da noite ficou por conta da Ju em dois momentos:

O primeiro:

Chorando ela fala:_ Ele me levou, ele me levou!
(se referindo a bonequinha loira presa no retrovisor do carro que representava ela)

O segundo:

Eu tentando amenizar a situação:

_ Tá tudo bem, ninguém saiu ferido, isso é o que importa. Além do mais, o seguro vai pagar outro carro pra gente.

Ela respondeu:

_Ahhh mãe , mas não é a mesma coisa. aquele carro, era....da família.

É. eu sei Júlia. Eu sei.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

eu voltei


(Trindade- Parati)

É voltei.

A rotina estava parada no mesmo lugar me esperando....

Mas tá tudo beleza.Foram dias maravilhosos

O melhor de tudo foi ter ficado em paz com minhas crianças, o resto foi muito peixinho frito, muita praia e muito descanso pra alma.

Olha só como sou uma moça bacana: Recebi um convite do Vitor Barone para postar todo dia 02 de cada mês no poema dia, que é um site onde todo dia tem poesia!!!

Dilícia.

Vão lá me visitar, faço questão da sua presença... poemadia.blogspot.com/