Total de visualizações de página

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

quietude



Hoje estou quietinha, na minha,absorvendo os dilemas da vida,

optando pelo meu livre arbítrio.

Mas nunca me senti tão presa, tão sem saída.

Mãos atadas diante do destino...

Quietinha fico observando o mundo, e pedindo aos anjos que não me façam cair em

tentação de querer mais do que posso...

de lutar inutilmente pelo que a vida não vai me dar...


ALHOS POR BUGALHOS:

Por onde andará Papai Smurf?

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

+ house


Desde segunda, está passando a reapresentação da 1ª temporada de House, na Universal, fanaticamente às 13h.

Para quem é fã: IMPERDÍVEL

oficinas de mario quintana


Entre entre o vai e vem corrido do dia a dia vou pensando o que posso fazer para melhorar o mundo, e resolvi então, organizar uma oficina com textos do Mário Quintana.

A escolha do Mário foi tão natural quanto escolher Clarice Lispector,Cecilia Meireles ou Adelia Prado caso fosse tratar do universo das mulheres.

Essas são minhas mães poéticas.E meus pais poéticos são Mario Quintana, Manuel Bandeira e Manoel de Barros.

Mas meu coração é apaixonado pelo Mário. Eu amo profundamente sua poesia desde menina quando acreditava que os mistérios da vida se resumiam ao mundo das formigas.

A escolha foi meio natural ou sobrenatural, sei lá.

Estou bolando uma oficina de 20 horas, algo bem legal, com biografia, sarau, criação de texto, etc...

Ainda não sei muito bem como é, mas assim que a idéia desencarnar,conto pra vocês.

Aceito sugestões dos meus criativos amigos e leitores.

E pra adoçar o dia, um muito de Quintana:

SIMULTANEIDADE

- Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
- Você é louco?
- Não, sou poeta.

Mario Quintana - A vaca e o hipogrifo

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

achados e perdidos


Lado bom da mudança: Você encontra tudo que havia perdido há séculos e que julgava que nunca mais iria achar...

Cúmulo da "puteza": No meio do achados e perdidos você encontrar o par daquele brinco que você amava, mas que jogou o outro par fora, triste da vida, porque jurava que o havia perdido naquele malfadado almoço na casa da sogra.

Enfim....

Mudanças, mudanças, mudanças.....

terça-feira, 26 de agosto de 2008

sobre ser mãe


De fato, a vida tem seus encantos.

Quantos menores, parecem que se tornam mais importantes.

Pelo menos eu penso assim.Me atento aos detalhes, gosto dos gestos ínfimos, da minimilidade, se é que existe essa palavra...

Dia desses, de manhã bem cedinho, eu tomava um café na janela e quando olhei pro pátio, vi uma avó tomando banho de sol, com um bebê recém nascido.

Na hora me lembrei que também fiz esse mesmo ritual no nascimento do Bi e da Ju.

Gesto doce de levar o filho para esquentar na luz do sol, conhecer o calor mágico e quente da natureza....

Ao ver o nenê tão bonitinho, com os pezinhos mexendo, tão frágil, me lembrei que a vida é delicada e que ter filhos, por mais que seja cansativo, desesperador e por vezes decepcionante é um momento único.

Naquele momento esqueci todas as minhas dúvidas sobre a maternidade e fui feliz por ter tido a graça de ter concebido,gerado e ter dado a luz.

Sempre digo aos meus filhos que somos mais que mãe e filhos, mais que uma família, somos companheiros de viagem.

Aprendemos juntos para sermos melhores,erramos, tiramos da vida o melhor,e vamos tentando conhecer o mundo, e mudá-lo, transformá-lo num lugar melhor.

E assim , vamos seguindo entre trancos e barrancos, de olhos fechados, a cabeça voltada para o futuro....

Alhos por Bugalhos:

"Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas." - Nietszche

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

pequim: ajuste final

3 ouros
4 pratas
8 bronzes

Esse é o total do saldo do investimento feito pelo Brasil à maior delegação olímpica de todos os tempos.

Eu sei que tinha prometido não falar em olimpíadas, mas é difícil gente.

Enquanto isso, olhem que declaração interessante: Em entrevista exclusiva à Veja, o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, diz: “não é a medalha que mostra a evolução. Medalha é conseqüência”.

Na minha ingênua concepção, medalha é sim evolução, evolução de pensamento esportivo e a conseqüência disto são investimentos na área esportiva desde a primeira infância, e... medalhas.


Uma pena tantos talentos desperdiçados.

Uma lástima ver atletas do porte do Diego Hipólito pedindo desculpas. Os governos deste país é que deviam pedir desculpas a você, campeão.

Mas sei que as desculpas do Diego foram para o povo, que sabe as imensas dificuldades que os atletas deste país passam para voltarem com alguma medalha pendurada no peito.

e olha que o Diego, faz parte do grupo seleto de atletas que tem altos patrocinadores....

Aos governos brasileiros, todos eles são exceção: federal, estaduais e municipais, todo meu desprezo.

Ajuste Final: Aos medalhistas e ao não medalhistas de Pequim, toda a honra.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

House




Durmo e acordo pensando no Hugh Laurie, o Dr. House, e naqueles olhos diabolicamente azuis.

Será que estou com algum problema sério, grave, terminal?

Para os fãs do Dr. Ranzinza mais adorável da tv, a quinta temporada já está bombando na Universal. Todas às quintas as 23h.

Reapresentações da 3ª temporada, todos os dias fanaticamente as 13h na mesma Universal.

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

desculpas xenofóbicas

E no fundo no fundo
todas as pessoas são iguais
absurdeando esperanças
impondo-se limites
vivendo a beira do abismo
buscando ter
sacrificando o ser
maltratando o corpo
martirizando a alma ou com crenças xenofóbicas
ou com ateismo desvairado

e no fundo no fundo
todas as pessoas são iguais

Possuidoras de instintos mortais
linguas afiadas
dores incontáveis

vivendo em tamanha estupidez
com vícios que remontam

antiguidade.

Mordazes vilanias....

Tentando esconder a criança
que insiste em rastrear
a estrada...

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

drummond e marcos palmeira

Hoje bateu um vazio...
Uma coisa angustiante, uma falta absurda e sem sentido de alguma coisa...

Talvez seja esse dia cinza, talvez seja a a mudança que provocará alguns ajustes...

Talvez seja uma montanha de coisas acumuladas...



Alhos por Bugalhos:

Marcos Palmeira fez aniversário dia 19.

Não que eu tenha nada a ver com isso, ou que seja íntima do rapaz, apesar de nos idos dos anos 90, ter cuidado da sua firma, a Filmes da Lata, com todo carinho do mundo.


Não sou tiete de ninguém, longe de mim, ser uma absurdete, mas o Marcos Palmeira é tipo assim, um sonho com recheio de doce de leite, simplesmente irresistível...

Eu adoro o trabalho dele, seu caráter, que é um dos melhores do meio, e o jeitinho doce dos seus incríveis olhos castanhos...

Derretimentos à parte, Feliz Niver atrasado!

terça-feira, 19 de agosto de 2008

valeu o canto do sabiá



Voltava agora de manhã de mais uma ida a casa nova para receber material, quando entrei numa rua super arborizada, e encantada ouvi um canto de passarinho....

Era um sabiá...

Que coisa linda! Que canto mágico! Um encanto em si mesmo!

Aquela rua calma, o sol ainda fraquinho da manhã, me fizeram parar por alguns minutos e reverenciar essa mágica da natureza...

São esses momentos únicos no meio da confusão que valem a vida da gente. !

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

sei lá, mil coisas

Estou à cata de palavras...
Perseguindo fins de noite pra enfeitar o dia...

Assim, assim...
Um amigo me deu duas flores...

Acontece que por dentro
estou vendo por de sol, quicando numa cama elástica....

sábado, 16 de agosto de 2008

dorival caymmi,


Dorival Caymmi, dono do mais lindo sorriso da Bahia
partiu....

Sua janganda
saiu pro mar....

Que Iansã te guie!

sobre pontuação



Ponto final

Ponto de interrogação...

Sim...

Não...

Porque não?

Porque não.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

estamos em obras



Corre-corre:Marceneiro, pedreiro,eletricista, serralheiro, estofador...

E pra quem pensava que você compra a casa e tudo vem prontinho igual na revista, está MUITO ENGANADO!!!!!


Você tem que ficar em cima, acender o maçarico na bunda dezenas de vezes ao dia, se aborrecer outras dezenas de vezes, ligar, ligar, comprar, comprar e comprar desde fita isolante ao pão com mortadela.

Enfim, tem dia que vai ter post novo diário, e nos dias em que não tiver,é porque estarei muito cansada para pensar qualquer coisa que não seja a metragem da área de serviço,a cor dos spots para o banheiro, ou se a luminária será tipo lampião ou do tipo tartaruguinha....


ahffffffff!

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

green grass



A linda voz de Cibelle cantando Tom Waits

Lyrics:

Lay your head where my heart used to be
Hold the earth above me
Lay down in the green grass
Remember when you loved me

Come closer don't be shy
Stand beneath a rainy sky
The moon is over the rise
Think of me as a train goes by

Clear the thistles and brambles
Whistle 'Didn't He Ramble'
Now there's a bubble of me
And it's floating in thee

Stand in the shade of me
Things are now made of me
The weather vane will say...
It smells like rain today

God took the stars and he tossed 'em
Can't tell the birds from the blossoms
You'll never be free of me
He'll make a tree from me

Don't say good bye to me
Describe the sky to me
And if the sky falls, mark my words
We'll catch mocking birds

Lay your head where my heart used to be
Hold the earth above me
Lay down in the green grass
Remember when you loved me

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Esbravejo diante da vida e não me planejo para o dia de amanhã

Sem conseguir dormir em paz, com os anjos, admiro mais uma vez

clarice lispector



E se não fosse tudo isso, ainda a vida...

Vi uma foto da Clarice Lispector deitada num parque em Londres...

Óculos escuros, lenço no cabelo, um cigarro na mão...

Ela passa uma impressão de viver a vida de maneira tão simples e descomplicada.

Nadinha parecida com a vida angustiante de sua personagem G.H.

Mas sei que não.
Sei que GH e sua violenta angústia é experimento do real, é desequilíbrio, e ao mesmo tempo epifania, redenção, expurgo, catarse.

O precipício para o autor é logo ali, ao lado. Convivemos com nossas angústias,sede de piedade,iluminação e paranóias, as vezes de maneira bem sucedida, outras tantas, a beira do suicídio ou da palavra escrita.

Sei bem que aquela serenidade de causar inveja, esconde pormenores nada convencionais, sei que esconde narrativas a serem descobertas, a dona de casa inquieta está ali na sombra da diva que não se esgota em si mesma.

Adoro Clarice e sua multiplicidade escandalosamente à flor da pele.

Clarice, esse fragmento dolorosamente necessário.

Para Refletir:

"Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram. Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição. Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés. Os sentimentos são sempre uma surpresa. Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido. Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer. Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho...o de mais nada fazer." (Clarice Lispector)


Nota de Esclarecimento: Esta foto que cito no post, saiu no Globo de sábado 09/08 e faz parte de uma mostra de fotos da Clarice que em breve vai estar no CCBB no Rio.
Como estou sem tempo para escanear,fica o gostinho com essa linda foto da Clarice no Rio mesmo.

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

de mudança....


Gentemm

Estou de mudança....
minha vida está uma loucura sem fim.

São tantas coisas pra resolver, que um dia só não dá...

Sinto dor de cabeça só de pensar em mexer nos mafuás desse apartamento.

Sinto ter que remexer em cada canto e deixar pra trás as lembranças dos risos das crianças e das alegrias tão maravilhosas que passamos aqui.

Mas no acerto de contas finais,tive mais lágrimas que alegrias por aqui...

Deixo pra trás,esquecidas e encaixotadas todas as tristezas e decepções reinantes e parto ao infinito e além.

Porque afinal, tá tudo bem: casinha nova com quintal e jardim.

O que eu poderia querer mais da vida?

Só um editor!

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

abretura das olimpiadas de beijing


Desde do inicio tenho falado que ia boicotar essa olimpíadas da China.

Fato cada vez mais difícil de acontecer com a enxurrada de programas sobre a mesma nos canais de tv pago. E sou extremamente curiosa com fatos históricos, até porque sem eles, nada somos.

Como foi difícil dizer não hoje de manhã para o Bi, quando ele me convocou assistir a abertura dos jogos olímpicos pela tv.

Obviamente não me furtei de elogiar os chineses.

Eles são mesmo danados:Inventaram vários instrumentos musicais, o macarrão, o papel, a seda, a aerodinâmica dos barcos, a aquarela, a bússola, a pipa, o feng shui, os tipos móveis de impressão, foram os primeiros a unificar a escrita...


O que acho mais bonito neles é a união, a harmonia entre toda a herança milenar e o novo.É muita riqueza cultural e espiritual para um povo só.

Mas, apesar e estar apreciando o espetáculo, não me furtei de esclarecer para o meu pimpolho que apesar de inventividade e determinação do povo e de sua história, os governos chineses sempre primaram pela intransigência diaspórica.

Enfim.

Não sei a quantas anda a determinação do Richard Gere, do Arthur Dapieve ou do Seu Airton, meu porteiro,sei que será difícil manter meu boicote, mas pretendo ir até o fim.

Portanto não esperem novos posts a este respeito.Acompanhem a enxurrada de medalhas brasileiras em outros blogs.

Apesar de toda a beleza, delicadeza e expressividade demonstrada na abertura.

Diga NÂO as Olimpíadas de Beijing!

POR UM TIBET LIVRE.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

sobre arte



Parafraseando o Valdeck de Jesus,poeta e escritor baiano:

Fazer arte na marra,
na praça
com a massa
na raça...

Este é o meu objetivo daqui por diante.

Siga-me os bons.

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

elias josé



“A poesia é o passaporte/ que nos transporta de sul a norte,/ que nos transporta de ponta a ponta ao país de faz-de-conta”.

Do poeta Elias José que partiu este final de semana, e foi fazer rimas no céu....

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

por aí,assim.....



Desconstruir a vida e fazer tudo de novo dessa vez, de forma diferente.

Se me fosse dado uma oportunidade, eu queria uma vida sem discussões e agressividade.

Uma vida calma,mas com muito trabalho e criatividade.

E flores.

Muitas flores pra regar no jardim.

Alhos por Bugalhos:

Pra quem mora em Sampa, amanhã às 19h30 tem ADÉLIA PRADO no Sesc Vila Mariana.

Quem for,manda um beijo querido na Adélia por mim.

sábado, 2 de agosto de 2008

percussion ensemble kaiserstuhl‏

Repassando convites a todos e a todas:

"No próximo dia 05 de agosto, terça-feira, às 20 horas,
a PERCUSSION ENSEMBLE KAISERSTUHL
se apresenta na Sala Municipal Baden Powell, em Copacabana,
com abertura do Quarteto de Violões da Escola de Música da Rocinha.

O grupo compõe uma formação rara aqui no Brasil combinando instrumentos de percussão sinfônica como marimba e vibrafone, com outros, típicos da música popular como bateria e bongô, além de saxofone e contrabaixo.

O repertório eclético, quase inusitado, reúne composições
de Villa-Lobos, Bach, Sting, Gershwin
e do percussionista e compositor alemão Eckhard Kopetzki.

A renda da bilheteria será doada para a Escola de Música da Rocinha.

Contamos com sua presença !!
--
Gilberto Figueiredo
Escola de Música da Rocinha
(21) 31111165 ou 66 / 91952367
www.emrocinha.org.br"

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

sobre todas as coisas



E assim mais um dia começa...

Cumprindo o ritual de todos os dias
da mesmice diária de acordar de manhã
ver o sol nascer da janela,tomando um gole de café recém coado.

Se pudesse fumar um cigarro, tirar uma foto das folhas da amendoeira crescendo, talvez valesse a pena mais uma manhã.

Talvez esse zumbido no ouvido não fosse tão forte
quem sabe essa decepção fosse fácil de digerir
quem sabe eu pudesse ir além dos arranhados das lentes do meu óculos.

Mas os dias não tem fim quando a eternidade é contada nos dedos.

Fico assim, esperando que a próxima hora tenha uma entrada triunfal.
Quase um orgasmo.

Passo os dias cumprindo rituais, com hora marcada para fechar os olhos.

Vontade de rezar um terço. Só vontade.Um barulho me chamou a atenção, me desconcentrei do que queria.

Volto atrás.

Sinceridade, tudo o que eu mais queria na vida era me dissolver como lágrima na chuva.