Total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

sobre todas as coisas



E assim mais um dia começa...

Cumprindo o ritual de todos os dias
da mesmice diária de acordar de manhã
ver o sol nascer da janela,tomando um gole de café recém coado.

Se pudesse fumar um cigarro, tirar uma foto das folhas da amendoeira crescendo, talvez valesse a pena mais uma manhã.

Talvez esse zumbido no ouvido não fosse tão forte
quem sabe essa decepção fosse fácil de digerir
quem sabe eu pudesse ir além dos arranhados das lentes do meu óculos.

Mas os dias não tem fim quando a eternidade é contada nos dedos.

Fico assim, esperando que a próxima hora tenha uma entrada triunfal.
Quase um orgasmo.

Passo os dias cumprindo rituais, com hora marcada para fechar os olhos.

Vontade de rezar um terço. Só vontade.Um barulho me chamou a atenção, me desconcentrei do que queria.

Volto atrás.

Sinceridade, tudo o que eu mais queria na vida era me dissolver como lágrima na chuva.