Total de visualizações de página

domingo, 30 de março de 2008

Pela libertação de Ingrid Betancourt e todos os demais...


Hoje amanheci fazendo pedidos espaciais:

Que essa semana que se inicia seja repleta de boa vontade, e que todos os esforços que estão sendo feitos pela Colombia, Suiça e França pela libertação dos presos políticos das FARC seja positivo, que os acordos sejam satisfatórios, que Deus dê a Ingrid Betancourt mais saúde,e que a lucidez prevaleça sobre a estupidez.

sábado, 29 de março de 2008

Fórum Mundial de Educação Baixada


O Fórum Mundial de Educação está acontecendo aqui na minha cidade, e como não poderia deixar de ser, estou participando como posso.

Ontem passei a tarde e parte da noite nas atividades localizadas no Espaço Cultural Silvio Monteiro.

Teve um debate muito bom no Seminário Educação, Diversidade Cultural e Etnia, com convidados ótimos entre eles o Secretário Nacional de Direitos Humanos, Nilmário Miranda.

Eu sempre amo essas discussões porque fazem parte do meu espaço de vida, da minha militância e das coisas que acredito.Fico feliz de ver que a luta do povo negro tá aí na rua, fazendo-se.

Tudo foi muito bonito e como sempre intenso, como tudo que é ligado à matriz africana.



Eu sou uma apaixonada pela cultura africana e afrobrasileira.
São a excelêcia da Sabedoria.
(Iansã em Movimento)

Mas também sou apaixonada por tantas outras culturas, porque como já disse antes, sou a favor do bem e de tudo que exala amor, e não posso ser uma pessoa completa se não me espanto e não me delicio com as culturas diferentes, com as linguagens dissonantes, com o novo...

Depois dos relatos, teve um coquetel de comidas religiosas africanas.
Acaçá,bolo de fubá, cuscuz, akará(Epârrei!)Me acabei.

Doação pura.Integração.Compartilhamento.Amor.Amizade.Beleza. Pura Beleza.

Teve apresentação do Afoxé Maxambomba. Uma apresentação linda, de fazer chorar.


Já no finalzinho da tarde, inicio da noite, o prefeito de Nova Iguaçu Lindberg Farias assinou um edital de cultura chamado Escola Viva, onde os artistas poderão apresentar projetos pra trabalho nas comunidades dentro do Programa Bairro Escola.

Gostei da visão dele de cultura viva, integrada, respeitosa, popular. É isso aí. Arte é vida.

Presentes intelectuais e artistas iguaçuanos e não iguaçuanos e o Secretário de Igualdade e Diversidade do Minc, o talentoso ator Sergio Mamberti.

Tudo Odara. Amanhã tem mais.

Posto algumas fotos que bati até a máquina falar assim: Cartão cheio.

E eu respondi _dhãn?
Guardei a máquina na bolsa e fui me acabar no afoxé.
...
Só para constar nos autos: Ontem fiz o Bi dormir lendo poesias da Adélia Padro.
Ele dormiu igual um anjinho.
Meu anjinho.
...
Hoje finalmente é festa da Juju.
Os deuses ficaram de vir. Tomara que cheguem cedo.

sexta-feira, 28 de março de 2008

Tempo de Orar


Sempre fui de me propor muitas coisas no final de cada ano.
Acho que como todo mundo, fazia listas(adoro listas)dos objetivos que pretendia para o ano seguinta. Com o tempo descobri o inevitável: Eu não conseguia cumprir nem a metade do que me propunha.
Descobri então que uma grande meta a cumprir por ano era o ideal para uma pessoa como eu: irrascível, agitada, comprometida ao extremo com as coisas que acredito. Sou capaz até de me deixar de lado pelo trabalho. Não que isso seja uma qualidade.

No final do ano passado, me desbundei de tudo:No Plans.
Aliás, apenas um plano: Orar mais.

Não sou de frequentar igrejas, amo meus anjos e santos, venero Maria, essa grande e maravilhosa mulher. Mas amo também também outros seres como Oxalá,Buda,Emmanuel...

Para todos que exalam o amor, meu coração está aberto.

Hoje de manhã quando abri minha mala direta semanal do Blog do Galeno( http://www.brasilquele.com.br vi essa matéria do Frei Betto
Salivei.

E resolvi postar para todos e todas.


Orar

Enviado por Frei Betto 24/03/2008


Orar é entrar em sintonia com Deus. Há muitas maneiras de fazê-lo e não se pode dizer que esta é melhor que aquela. Há orações individuais ou coletivas, baseadas em fórmulas ou espontâneas, cantadas ou recitadas. Os salmos, por exemplo, são orações poéticas, das quais cerca de cem expressam lamentação e/ou denúncia, e cinqüenta, louvor.

Nós, ocidentais, temos dificuldade de orar devido ao nosso racionalismo. Em geral, ficamos na soleira da porta, entregues à oração que se apóia nos sentidos (música, dança, mirar vitrais ou paisagens etc.) ou na razão (fórmulas, leituras, reflexões etc.).

Orar é entrar em relação de amor. Como ocorre entre um casal, há níveis de aprofundamento entre o fiel e Deus. Uns oram como o namorado que fala demais no ouvido da namorada. Como se Deus fosse surdo e burro. Parecem aquela tia que liga e fala tanto, tanto, que minha mãe deixa o fone, mexe a comida nas panelas e retorna, sem que sua ausência seja percebida.

Jesus sugeriu não multiplicar as palavras. Deus conhece os nossos anseios e necessidades. O próprio Jesus, narra o evangelho, gostava de retirar-se para lugares ermos para entrar em oração. "Jesus foi para a montanha a fim de rezar. E passou toda a noite em oração a Deus" (Lucas 6, 12).

Na oração, é preciso entregar-se a Deus. Deixar que ele ore em nós. Se temos resistência à oração é porque, muitas vezes, tememos a exigência de conversão que ela encerra. Parar diante de Deus é parar diante de si mesmo. Como num espelho, ao orar vemos o nosso verdadeiro perfil - dobras do egoísmo realçadas, mágoas acumuladas, inveja entranhada, apegos enrijecidos. Daí a tendência a não orar ou fazer orações que não revirem ao avesso a nossa subjetividade.

Os místicos, mestres da oração, sugerem aprendermos a meditar. Esvaziar a mente de todas as fantasias e idéias, e deixar fluir o sopro do Espírito no silêncio do coração. É um exercício cujo método a literatura mística ensina. Mas é preciso, como Jesus, reservar tempo para isso. Assim como a relação de um casal arrefece se não há momentos de intimidade, do mesmo modo a fé se debilita se não nos recolhemos em oração.

Oramos para aprender a amar como Jesus amava. Só a força do Espírito dilata o coração. Portanto, uma vida de oração se avalia, não pelos momentos entregues a ela, e sim pelos frutos na vida cotidiana: os valores elencados como bem-aventuranças no Sermão da Montanha (Mateus 5, 1-12). Ou seja, pureza de coração, desprendimento, fome de justiça, compaixão, destemor nas perseguições etc.

Orar é deixar-se amar por Deus. É deixar o silêncio de Deus ressoar em nosso espírito. É permitir que ele faça morada em nós. Sem cair no farisaísmo de achar que a minha oração é melhor do que a sua, como aquele fariseu frente ao publicano (Lucas 18,9-14). Quem ora procura agir como Jesus agiria. Sem temer os conflitos decorrentes de atitudes que contradizem os antivalores da sociedade consumista e individualista em que vivemos.

Orar é subverter-se a si próprio. Centrado em Deus, o orante descentra-se nos outros e imprime à sua vida a felicidade de amar porque se sabe amado. Parafraseando Jó, antes de orar se conhece a Deus "por ouvir falar". Depois, por experimentar. O que levou Jung a exclamar: "Eu não creio. Eu sei".

Frei Betto é escritor, consultor do MST e autor de A obra do Artista — Uma visão holística do Universo, entre outros livros.

quinta-feira, 27 de março de 2008

1 ano de blog


Como Alice no País das Maravilhas e vivendo num mundo "colateral", ontem o blog fez um ano e eu apesar de ter escrito isso nas minhas três agendas, simplesmente me esqueci.
A minha cabeça, faz parte de um relicário antigo que herdei da familia.

Puro enfeite.

Quando criei este espaço há um ano, estava num momento muito reflexivo com um quê de frustação por não conseguir publicar nada.
Toda minha produção estava abarrotando minhas gavetas e isso me angustiava bastante.

Criei o blog para esvaziar as gavetas e os sentidos...

Não sou como a Clarice Lispector que acredita que a literatura não muda nada. Acredito que as leituras que fazemos estarão sempre conosco e fazem parte de nós, modificando nossas estruturas internas, sedimentando nossa humanidade.

E fui criando meus espaços , devagar e sempre.Agora tenho mais três:
http://www.fatima-reis.comOnde está minha produção de poesias;

http://paideiavirtual.blogspot.com/onde discuto questões pedagógicas;

http://www.mariazinhazinhazinha.blogspot.com/ meu espaço lúdico de amor, que é o meu blog infantil.

Espero estar comemorando com vocês no próximo ano.

Bem, a todos que me descobriram, beijins e obrigado.

A todos amigos, outros beijins e carinhos.

Aos amigos das Ámericas, besitos y cariños;

e a Pedro Augusto, meu sobrinho e leitor assíduo, meu profundo amor.

Fiquem à vontade para participar desta festa( idéia da Jujú)



E para quem passar por aqui hoje, levem meu amor, paz e saúde.

quarta-feira, 26 de março de 2008

Tibet Livre


E o BBB chegou aos finalmentes: Rafinha Milionário.
Eu não estava torcendo para ninguém, mas lá no fundo no fundo, acho que queria que a Nati ganhasse....sei lá tanto faz...

Os preparativos para o aniversário da Juju estão me deixando louca: Ainda falta montes de coisas pra fazer e eu a nadar.....

já troquei de fantasias mil vezes, mas agora decidimos:
Eu vou de bruxa(rs), Bi vai de mendigo, Ma vai de zumbi-Ozzy Osbourne, maridinho vai de mexicano e a aniversariante vai de bailarina mesmo, usando a roupitcha da apresentação do balé do ano passado.

Ai me poupem, não estou podendo!
....

Uma coisa:

Como tem morrido gente de dengue por aí!

Eu além da síndrome do pânico, estou ficando com síndrome da dengue.

Escutem essa: Domingo, maridinho queria porque queria ver o jogo do Vasco e Fluminense. Eu como tava de bobeira, falei tudo bem vamos lá.

Escolhemos um barzinho super transado, aperitivos apetitosos, um super-hiper telão, gente bonita ao redor, chops e coca zero geladinhos, mas cismei porque cismei que estava sendo mordida pelo mosquito do Aedes.

Bem que o garçom tentou me acalmar, mas não deu certo.Entrei em pânico.Maridinho super compreensivo(depois de 5 chops...)me levou embora.

Outra coisa:

Tomei uma decisão:Farei boicote às Olimpíadas da China. Quem quiser, junte-se ao movimento do qual fazem parte: Eu, Arthur Dapieve, Richard Gere e seu Ailton,meu porteiro.

Outra decisão:Estou iniciando a campanha : TIBET LIVRE. É uma campanha politica que inclui outras coisaas e não somente a independência do Tibet.

Pra quem entende um pingo é letra.

terça-feira, 25 de março de 2008

Metáforas



Ele me diz:

-Vai, pula! não é muito alto!Olha lá fora, há toda uma vida pra viver.

-Não posso.

-Vai. Você não pode viver no clausto a vida inteira. A vida te espera.

-Não posso.

-Vai. Você consegue. É forte, batalhadora.

-Foi de tanto pensar que era forte é que agora, não posso.

-Não fique assim. Não faça iso consigo mesma.

-Me dá um tempo.

-Então...

-Eu ainda não posso.


Esse foi mais ou menos o conteúdo(metaforicamente falando) da minha conversa com meu médico hoje pela manhã. Não tive alta da medicação.


Fiquei triste.

Não aquela tristeza normal,eventual.

Mas sim, uma tristeza distinta, fincada a cipó.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Seminário Internacional | Pós-neoliberalismo, Movimentos Sociais e Desenvolvimento: Perspectivas comparadas na América Latina e Caribe, Ásia e África

Pablo Gentili, professor e pesquisador da UERJ, me enviou por e-mail o banner desse seminário.
A quem interessar possa, a informação está democratizada.




Hoje não estou afim de conversar, mas que BBB é esse minha gente: A sonsa e insossa da Giselle e o tonto/bronco do Rafinha na final!
Meu deus!
Quero esse um milhão na minha conta.Tô tão precisada, gentem!

domingo, 23 de março de 2008

DIA MUNDIAL DA ÁGUA



Ontem foi o Dia Mundial da Água.

O Brasil abriga 13,7% de toda a água doce do planeta.

A conservação dos recursos hídricos é essencial para a garantia da qualidade de vida dos brasileiros de hoje e das futuras gerações.

A água é um recurso natural maravilhoso, que nos mantém vivos.

E só isso já é uma argumentação suficiente para colaboramos com o planeta e não desperdiçamos, esta que é a fonte da nossa sobrivência.
Não custa sempre lembrar que em alguns lugares do planeta já existe uma escassez preocupante da água.

É quase um pecado, gastar com improbidade, enquanto tantas pessoas sofrem sem esse bem essencial à VIDA.

Eu sou uma militante da água e espero que todos um dia, também possam ser, pois a água é insubstituível.

Vamos pensar sobre isso e dizer NÃO ao desperdício!


Declaração Universal dos Direitos da Água

Art. 1º - A água faz parte do patrimônio do planeta.Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos.

Art. 2º - A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem.

Art. 3º - Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia.

Art. 4º - O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam.

Art. 5º - A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras.

Art. 6º - A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.

Art. 7º - A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis.

Art. 8º - A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado.

Art. 9º - A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.

Art. 10º - O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.

E como não poderia deixar de ser:

Feliz Páscoa!

sábado, 22 de março de 2008

Enquanto houver sol...

Ontem eu ouvi a música do Titãs "Enquanto houver Sol", e prestando mais uma vez atenção na música, vi que valia a pena postar.

Uma vez na escola, fiz uma reunião pedagógica e não usei texto, usei essa música para sensibilização, e foi tão legal, mexeu tanto com as pessoas, teve gente que até chorou.
E chorar faz um bem danado.

Uma das coisas que me alertou quando descobri que já estava num estágio avançado da depressão foi que eu não chorava havia muitos anos. Estava endurecida.

Quando comecei o tratamento, a primeira coisa que fiz foi chorar.
E chorei muito.

Lavei a minha alma, renasci.



Enquanto Houver Sol-Titãs
Composição: Sérgio Britto

Quando não houver saída
Quando não houver mais solução
Ainda há de haver saída
Nenhuma idéia vale uma vida...

Quando não houver esperança
Quando não restar nem ilusão
Ainda há de haver esperança
Em cada um de nós
Algo de uma criança...

Enquanto houver sol
Enquanto houver sol
Ainda haverá
Enquanto houver sol
Enquanto houver sol...

Quando não houver caminho
Mesmo sem amor, sem direção
A sós ninguém está sozinho
É caminhando
Que se faz o caminho...

Quando não houver desejo
Quando não restar nem mesmo dor
Ainda há de haver desejo
Em cada um de nós
Aonde Deus colocou...

Enquanto houver sol
Enquanto houver sol
Ainda haverá
Enquanto houver sol
Enquanto houver sol...(3x)

sexta-feira, 21 de março de 2008

Hora da Misercórdia


Hoje é sexta-feira santa.

Minha mãe que tem a sabedoria dos tempos,diz que hoje às 15hs é a hora da misercórdia.

Pois essa foi a hora que Jesus morreu.

Bem para quem crê, não custa nada, nessa hora especial fazer uns pedidos pro cara lá de cima: Pra gente mesmo, pra nossa família, para nossos filhos, para o mundo.

Aprendi que a prece é como a poesia, é sagrada.

quinta-feira, 20 de março de 2008

Miscelânias



Estive pensando o que fazer nesse feriadão de grana curta.
Bolei uma lista, que vou compartilhar com vocês. Se quiserem podem aproveitar as idéias:

1-Ir no CCBB ver a Exposição Trópicos;

2-Ir na praia munida de isopor com água,coca e comes para as crianças. Não se esquecer de levar os saquinhos para recolher o lixo;

3-Comer uma pizza no Carioca da Gema. Pode ser de qualquer sabor, porque tudo lá é uma delicia;

4-Ler os jornais atrasados;

5-Comparecer no aniversário de 81 anos da D. Neli, minha mãe. Vai ter bolo caseiro, pavê e cachorro quente de forno com coca-cola. Estão todos convidados;

6-Fazer um blog ambiental para o maridinho; (essa é beeemmm pessoal)

7-Programão imperdível na sexta, 21: Apresentação da Orquestra Sinfônica e Coro do Teatro Municipal; (tem preços acessíveis)

8-Ir no cinema com filhos e agregados ver Rambo;( Ai Jesus!)

9-Programar, reprogramar etc e tal a festinha da Juju;( Essa é pessoal também, mas quem quiser enviar idéias, tudo bem. Aceitamos sugestões. A festa é a fantasia, sábado, 29)

10-Testar uma novas posições. O quê que eu quis dizer com isso? coloquem a cabeça para funcionar!

11-Ver Semana Santa Charles Chaplin no Cine Cult. Os maiores filmaços do Chaplin,entre eles, The Kid e Tempos Modernos. Nós aqui em casa adoramos Carlitos. Herança do meu pai.

Uma coisa é uma coisa:

Descobri que o todo gracinha C. Drummmond de Andrade fazia poesia erótica, mas seu livro "Amor Natural" contendo as raridades foram adiadas para publicação durante anos, porque ele era tímido. Que amor!
O livro só foi lançado depois de sua morte, em 1987.Imagina o que esse homem não escreveu gente? Vou caçar esse livro até achar.

Outra coisa é outra coisa:

Esse ano participei do OCTAVO RECITAL POÉTICO MULTICULTURAL Y MULTILINGÜE
que é um Programa da ONU chamado “Diálogo entre las naciones a través de la poesía”, para comemorar o Día Internacional da Poesía e o Día Internacional do Idioma Materno.

Este recital é organizado para promover a tolerância, respeito e a cooperação entre as pessoas.

O evento aconteceu no Sábado, 15 de março na Galería de Arte Connexion, Fredericton, New Brunswick, Canadá,e é organizado pela poeta Nela Rio.

Eu participei do evento, enviando uma poesia" Nhande Khendo" que foi lida por um poeta escolhido por Nela.

Fiquei muito feliz com a participação.

Embora meu corpo não tenha estado lá,estive presente com minha alma e poesia.

A Nela que é uma gracinha me enviou este e-mail.

"Querida Fatima

El recital salio muy bien. Te scribiré la semana proxima para mandarte el certificado.

Un abrazo

nela"


Queria postar a poesia que participei, mas infelizmente o arquivo está no outro computador.
Então, fica pra proxima.

Well,
Bom começo de feriadão para todos.
E não esqueçam crianças:

Ao beber não dirija, ao dirigir não beba. Se não conseguir nem uma coisa nem outra. Beba em casa ou vá de táxi.

quarta-feira, 19 de março de 2008

Não. Não é o Dr. Doug Ross....


Eu tô meio borocoxó hoje.

Acordei péssima depois de uma noite mal dormida.

Senti tantas fisgadinhas na cabeça essa noite e achei que ia ter um troço.

Mas deus me livre e guarde de ir parar na emergência do Hospital N. S. de Fátima às 3 horas da manhã, sentindo fisgadinhas na cabeça!

Logicamente não encontraria nenhum Dr. Doug Ross, personagem do muito comestível George Clooney em ER, para me atender. Muito pelo contrário.

Com certeza, eu acordaria o médico de plantão, que levantaria

P. da vida, falando que o estou sentindo é estresse, e me daria um lexotan pra me fazer dormir, e não encher mais o saco.

Por isso, sem Dr. Doug Ross, o que me restou foi tomar chá de camomila a noite toda e ficar vendo TCM até o sono bater.

Vivendo e aprendendo

Aquela chata da Tatiana saiu ontem no paredão. Graças a Deus... já vai tarde...

terça-feira, 18 de março de 2008

Ando de passos leves para não acordar o dia...

Como todos bem sabem e para quem não sabe, esse espaço foi criado por mim, ha quase um ano, para falar um pouco das coisas que acredito e faço.

Não tinha muito tempo para me dedicar ao espaço, devido ao trabalho frenético, três filhos em três estágios diferentes pra dar atenção, e um exigente maridinho flamenguista.
Ah é! maridinhos flamenguistas são muito exigentes!

Mas há cerca de mês, desde que estou de licença, estou podendo me dedicar a este espaço, que gosto muito.

Implementei umas coisinhas, coloquei contador, banners,enfim, dei uma mudada no visú.

Aqui exponho meu trabalho, ou seja minhas crônicas,contos e poesias.

Não tenho pretensões, nem pressa de nada, nem muitas vontandes abrangentes.
Apenas ficar no meu canto. Nada demais.

Ando de passos leves para não acordar o dia...

Mas ontem, como participei do blogagem inédita do site do Inteney, uma idéia massa, para fazer uma blogagem coletiva, tive várias pessoas que vieram aqui pela primeira vez.
Foi uma experiência muito legal para mim.
Então, gostaria imensamente de agradecer a todos que me visitaram pela primeiran vez, e ao Pedro Augusto, meu sobrinho, único leitor assíduo e meu principal incentivador, e a todos os outros que sempre dão uma passadinha.

Espero que tenham gostado e voltem sempre.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Viver com Depressão


Não, as coisas não estão no lugar.

Esse sentimento de inutilidade não é normal.

Sentir-se inútil é algo desesperador.

Menos importante do que um bibelô que enfeita uma sala cheia de badulaques.

Sentir-se inútil como um nada.

Um ninguém.

A solidão que sinto é um assombro.

As veias saltam e eu me encolho como se fosse uma bola de pano.

Não sinto nem vontade de chorar.

Sequer sinto pena de mim mesma.

Porque a solidão me deixou vazia.

As desejos sumiram. Arrumaram as malas e deixaram um vácuo dolorido.

Se é gente, tem que ter desejos.

Mas o que fazer da vida sem desejos?

Não sentir vontade de sair de casa, de chupar uma bala, de fumar um cigarro

De namorar, de se enfeitar, de comer, de namorar...

Ainda estou viva?

Estou.

Mas não sirvo mais pra nada.

Me espanto com esse sentimento doído.

É como se fosse um corpo estranho no organismo.

É como uma faca que vai cortando lentamente em pequenas fatias,

E o sangue vai caindo lentamente...gotas de loucura, pequenininhas.

O pedaço de céu que vejo da janela é a unica fonte de vida que me permito

A solidão me afastou de todos, de mim mesma, e estou aqui como se tivesse partido.

Mas ainda nem cheguei.

Será que alguém precisa de mim?

Eu não preciso de ninguém.

Me deixem aqui no meu quarto.

Eu dou conta das minhas paranóias.Eu dou conta do meu viver.

Mesmo sem viver.

Me deixem aqui, vestida nesse maldito penhoar vermelho, olhando esse armário sem

puxadores.

Sou inútil.

Não sirvo nem pra chamar o marcineiro.

Pra quê?

Ninguém mora nessa casa mesmo.

Oficina de Leitura de Machado de Assis

domingo, 16 de março de 2008

Nesse friozinho que tá fazendo, estou mais do que recolhida...

Tenho tomado capuccino e tentando acabar de ler o Retrato de Dorian Gray.

Maridinho chegou de viagem e ao invés de encontrar a pupunha que comprou todo feliz em Manaus se deparou com cuecas e meia estranhas.

Não é que trouxe a mala de outra pessoa para casa?

Por isso sempre quando viajo, coloco nas minhas malas um monte de fitinha do senhor do Bonfim penduradas.
Não tem errada. Aliás aquele trombolho vermelho quando sai na esteira , eu sei logo que é minha mesmo.

O Troca-troca vai ser realizado amanhã um apart hotel em Ipanema.

sábado, 15 de março de 2008

O que que a Bahia tem?

E afinal de contas, o que que a Condoleezza veio fazer no Brasil?
Alguém sabe? Alguém viu?

De repente,ela veio só para conhecer o Bagunçaço, dançar com o Olodum, cantar em iorubá, ou quem sabe, fazer um descarrego básico com a mãe Nitinha pra despachar aquele ebó do.. vocês sabes quem.

Sei não..
Mas me parece que o real motivo da visita seja a compra de uma remessa de fitinhas do Senhor do Bonfim...



Sabe como é né?

O governo acaba daqui a alguns meses, e pra dar aquela guaribada no salário de professora universitária, de repente, ela precise usar esse artifício.

Depois do sucesso das havaianas no exterior, Condi pode lançar uma nova onda planetária: As fitinhas baianas. Com direito a 3 pedidos e tudo.

Adote um anjinho

Para quem acredita em anjos tem um site que é uma gracinha, ele se chama anjosnet, lá você pode saber qual é o nome do seu anjo da guarda, tem dicionário dos anjos e várias muitas coisas.
Você ainda pode adotar um anjinho em códico html ou simplesmente salvar a imagem como eu fiz.

Eu não resisti e adotei um anjinho. olha só que bonitinho.

Cotidiano


O gato bebia seu leite ao lado da pia.

A Avó acordou mais cedo, coou o café e requentou o pão de ontem na frigideira.

Dali a pouco casa acordava e ela precisava pensar em alguma coisa pro almoço. Um omelete quem sabe?

Deu comida aos cachorros. Varreu o quintal, observando as orquídeas que explodiam em
flores.

O neto mais velho saiu e deixou uns trocados em cima da geladeira. Não se despediu.

O filho acordou mais tarde. Colocou a capanga e o classificados de ontem embaixo do braço.Passou um pente no cabelo ralo enquanto tomava um copo de café.

Não se despediu.

Ela o acompanhou com olhos embaçados e tristes.

O filho aos invés de descer a ladeira para o ponto de ônibus, subiu e virou à esquerda.

O bar do Seu Francisco.

Que ele apodrecesse na cachaça.A alma revoltou-se.

Com calma, retempera o feijão de ontem. Espera o arroz cozinhar e faz um chuchu refogadinho.

Cobre tudo com um pano de prato. Faz uma marmita pra depois.

Agora não tem fome.Engole mais um golinho de café.

Acorda o neto caçula. Dá o café e avisa: Se a professora faltar,espera e almoça na
escola.

Com a benção,ele sai sem escovar os dentes.

Ela calça o tênis surrado. Coloca o boné e pega a bolsa pendurada atrás da porta.

Caminha lentamente. As pernas cheias de varizes doem à exaustão.

Chega onde queria. Abre a bolsa. Saca os adesivos coloridos. Esconde por mais um dia a vergonha no fundo dos olhos.

Não queria que seus pais,estivessem onde estivessem, a vissem assim.

Se deus fosse mesmo misercordioso, eles não a veriam.

- Adesivo! um real! Adesivo apenas um real!

sexta-feira, 14 de março de 2008

Hoje é o Dia da Poesia. Aí vai uma das minhas:

Essa ânsia de ti
vai sedimentando minhas feridas

chagas abertas
que emudecem minha boca

Uma borboleta preta pousou no quadro.
mau agouro.

E essa sua pele de veludo?
Ainda guarda meus rastros?

Minha boca apaixonada
quer testar sua frescura...

Corrente pelo Desmatamento Zero


Se vocês tiverem tempo, dêem um pulinho no site do Greenpeace e assinem a corrente contra o desmatamento zero na Amazônia.

O mais legal dessa campanha é que você pode expressar ao sr. presidente deste país, sua indignação contra a devastação sem freio na Amazônia. Ah!e você ainda pode colocar a sua fotinha.

Ao entrarem no site prestem atenção a belíssima trilha sonora natural que acompanha todo o material da campanha.

Eu que sou lôca por canto de passarino, as vezes entro só para me deleitar...

Os céticos de plantão deverão perguntar se isso vale a pena.
Eu realmente não sei.

Mas depois der aprendida a lição do beija-flor, dificilmente deixo de fazer a minha parte.

Junte-se a essa corrente do bem, e faça a SUA parte.

Partiipe do abaixo assinado. É muito fácil abraçar esta causa!

quinta-feira, 13 de março de 2008

Blogar faz bem para a vida social!

Achei essa materia super interessante e resolvi que todo mundo deveria saber também.

Blogar é bom para a vida social Um estudo da Universidade de Tecnologia de Swinburne, em Melbourne, Austrália, descobriu que pessoas que mantém diários virtuais, ou blogs, são mais equilibradas e possuem vidas sociais mais saudáveis e felizes.

A pesquisa foi conduzida em duas partes pela professora Susan Moore e pelo pesquisador James Baker, sendo iniciada no contato via mensagem privada a 600 usuários do MySpace, que foram conduzidos a um questionário online. Destes, 134 participaram, 84 mostraram interesse em criar seus diários e 50 não. Dois meses depois, um novo questionário foi enviado para os participantes da primeira etapa, obtendo 59 respostas.

Segundo o site TechCrunch, os pesquisadores notaram que após dois meses de blogagem a sensação de apoio social e redes de amizades eram maiores do que em pessoas que não possuem blogs.

As redes sociais online, como o Orkut, por exemplo, também afetam o equilíbrio psicológico de seus usuários de maneira positiva, fazendo com que se sintam menos ansiosos, deprimidos e estressados.

Em contato com a ABC, a professora Susan Moore explicou que, em parte, os blogueiros potenciais são pessoas de posições menos integradas à sociedade.

“Descobrimos que blogueiros potenciais estavam menos satisfeitos com suas amizades e se sentiam menos integrados socialmente, eles não se sentiam tanto parte de uma comunidade como as pessoas que não se interessaram em blogar”, comentou, como se para estes blogueiros manter um diário virtual fosse como um pedido de socorro.

Fonte: Revista Geek( In Blog da Maísa)

Minha Virgem Santíiísima! Deus me livre desses milhoês de desajustados!!!!!!

Eu nem liguei, dei de ombros. Sempre fui considerada meio pirada mesmo!

Mas não é interesante gente? Então Vamos blogar, vamos blogar!

Amigas com dinheiro


Cansada dos filminhos da tv paga, me aventurei a ir numa locadora aqui perto de casa pra ver se tinha alguma coisa que prestava.Como era dia de promoção, nem me importei muito com nada e saí pegando os filmes com a tarja laranja da promoção.

Acabei vendo a comédia romântica "Amigas com dinheiro" da diretora Nicole Holofcener.

O filme conta a historia de um grupo de mulheres:Olivia (Jennifer Aniston), Franny (Joan Cusack), Jane (Frances McDormand) e Christine (Catherine Keener) que são amigas desde a infância mas que vivem momentos complicados em suas vidas.

Todas as atrizes dão um show de interpretação até a minha queridinha Aniston, consegue deixar a Rachel de Friends pra trás, numa atuação contida da ex-professora que vira faxineira(?!)mas é fissurada por cremes Lâncome.

Conseguiram até um milagre: Enfeiar o cabelo Ma Ra Vi Lho So da Jennifer Aniston!

Pra dizer a verdade, não achei muita graça no filme não.O humor é bastante refinado, tem algumas situações bastante interessantes e divertidas, mas quando acabou eu fiquei com duas impressões:

_ Sensação que estava faltando alguma coisa.
_ Sensação que deve ser muito bom ter um marido gay.(depois aprofundo esse assunto, tenho uma teoria sobre isso, que se tornou mais forte depois de ver o filme)

Enfim, se eu fosse a Nicole, eu pegaria a personagem da Catherine Keener e do maravilhoso Jason Isaacs( o Capitão Gancho de Peter Pan) e faria um filme solo.

Eles vivem um casal que mesmo juntos não se vêem, que trabalhando juntos se desconhecem,que no meio de uma crise fingem que nada está acontecendo.

Tem uma cena mais ou menos assim:

Christine está na cozinha comendo sorvete e o maridão entra.

Ela pergunta assustada:

-Nossa você está diferente!
-Eu tirei a barba.
-Hoje?
- Não.Faz três semanas.

Mesmo assim, eu recomendo. Mas vou avisando logo:Quando o filme acaba você fica com cara de dãn?

quarta-feira, 12 de março de 2008

Guardo mil palavras dentro de mim

Mas elas não se sustentam sozinhas.Me chacoalham.

Mas eu nem percebo

Será que viver todos os dias não me bastam?

O farol

( O Farol de Aveiro-Foto de Dinis Dias)

O farol
Sozinho
ilumina caminhos

Eu sozinho
me perco.

Indefinidamente...

Ou isto ou aquilo



Fiquei sem internet de manhã, e aproveitei pra pensar um pouco na minha saga desse mês: aniversário da Juju.

Santo pai,mas é tanta coisa pra resolver!

Salão, bolo, decoração, uma discoteca básica....Não seria mais barato contratar um bufê? Sei lá.

Preciso de um help.

Vou falar uma coisa horrível: mas filhos de mães deprimidas, não deveriam fazer aniversário.
Os preços estão pela hora da morte. A depressão aumenta. A pressão também.

E eu não sei onde essa garota anda se metendo que fica cheia de histórias. Quero isso, quero aquilo.

Eu dei uma de Cecilia Meireles e cortei logo o barato: Ou Isto ou aquilo.

Ora bolas.

E sem internet, não tem distração, então fui organizar os textos para mandar para o Concurso João de Barro. Li, reli, dei uma mexida e tal.
Eu nunca acho que está realmente bom,que o texto está pronto pra ganhar mundo.

E este é um concurso concorrido,que alguns mestres da literatura infantil também participam. Mas não tenho medo disso. Tenho medo de mim mesma.

Que sempre se desorganiza e manda tudo no última hora.

Tenho medo é de mim mesma e dessa estranha mania que tenho de me sentir incompleta.

Outro dia li um artigo com o Jorge Amado no qual ele dizia mais ou menos que, ninguém precisava ficar procurando seus erros,pois ele sabia perfeitamente quais eram.

E é verdade. A gente sabe mesmo.

Porém, acredito que saber lidar com essas limitações, com as imperfeições, com os próprios erros, sabendo perseverar, faz toda a diferença entre quem consegue seu lugar ao sol ou não.

Não é fácil escrever.
É um exercício de misercórdia, mas também de muito trabalho, de muita leitura, de muita dor de cabeça.

Enquanto isso, vou batalhando meu lugar ao sol.


"Todos os meus escritos ficaram
inacabados; sempre novos pensamentos
se interpunham, associações de idéias extraordinárias e inexcluíveis,
de término infinito"(Fernando Pessoa)

terça-feira, 11 de março de 2008

Agora de manhã estava procurando o Blowg para dar uma lida, e o Mozilla abriu parcialmente. Ainda assim, pude dar uma fuxicada e achei um post super legal chamado jogo do curriculo.Resolvi dar uma esticada na brincadeira e fazer um currículo também, desconexo como eu..
Quem quiser que faça o seu.

Já subi em mangueira, goiabeira e jabuticabeira
Já tomei bamho de rio à noite, pelada
Já caí de moto
Nunca andei de cavalo
Já andei de avião, mas morro de medo.
Perdi amigos com Aids.
Já fiz auto escola, mas não tirei carteira
Nunca repeti de ano, mas adorava colar
Fui oradora no Ensino Médio
Adoro chupar pirulito e bale 7 belo
Não chupo bala. Mastigo
Roí as unhas até os 30 anos, e ainda dou uma roídinha quando fico nervosa
Já fiz teatro na escola
A estréia foi no Palco do teatro Procópio Ferreira
Morei num assentamento de reforma agraria por um ano
Quase fui pra Nicaragua na época da Guerrilha
Não fui nas Diretas Já porque minha mãe não deixou por causa do tumulto
Fiz greve na Universidade
Meu sonho era ler O Capital todo
Peguei carona de caminhão
Nunca tomei um flaga( seja do que for)
Nunca ninguém me assaltou
Adoro conversar com menino de rua
Experimentei e traguei
Adoro cinema e ver filme antigo na tv
Odeio filas
Vi Grease oito vezes para aprender os passos de dança
Dancei discoteca
Chorei vendo O Leitão e as crianças quase não me perdoaram
Ensinei meus filhos a pedir desculpas
a serem desculpados, a se levantarem para idosos e mulheres grávidas
Adoro meu porteiro, Seu Ailton
Achava que o mundo ia acabar no ano 2000
Tinha medo do Aiatolá Khomeini e do Indiamim Dadá
Gosto de cantar
Meu idolo era o Nelson Piquet
Fiquei com raiva da Elis Regina quando ela morreu
Me lembro quando o JK morreu
Chorei quando o Drummond desapareceu
Não entendi nada quando o Tancredo morreu
Quebrei o braço e a perna duas vezes
Fiz parte do grupo jovem da igreja
Não comungo mais
Não sou crismada
Tive sarampo, catapora e caxumba
Fui militante xiita do PT por mais de 20 anos
Me lembro quando o pessoal voltou com a Anistia
Fazia Eduacção Física na quadra do Salgueiro
Fiz Jogos Olimpicos no 13º BPE em 1978
Fiz colonia de ferias da PM
Minhas melhores férias:Casa dio tio Acyr
Já fiquei balançando numa pedra na cachoeira em Conceição de Jacareí
Perdi a conta de quantas vezes acampei
Não tenho fruta preferida
Nem cor preferida
Mas adoro orquídeas
Queria adotar uma baleia
Adoro fazer planos
Sou louca pelo mar, mas não sei nadar
Não enxergo nem de perto, nem de longe
Nunca fui presa
já fiz terapia e tomei lexotan
Sou aquariana com ascendente em aguário
sou casada com maridinho aguariano
com ascendente em aguário
Marcos Palmeira quase me deu um selinho
Por pouco não fiquei de toplesse em Ipanem me 1979
Fui no show do Peter Flampton no Maracanazinho(?!)
Fui no Rock in Rio I
Adoro Pink floyd
Nunca fiz uma tatuagem
Parei de fumar, mas adoro fumar
Tenho medo de rato
já roubei bala na lojas Americanas
Birinaite só socialmente
Quase morei no alojamento da Rural com amigos
Morei no alojamento da Fundão com namorado
Só conheci o Mamonas Assasinas quando eles morreram
Sou ainda cheia de segredos.

segunda-feira, 10 de março de 2008

Cubo Mágico

Aos poucos vou aprendendo a manejar esse negócio chamado Blog. Sexta feira dei uma arrumadinha básica, pois estou preparando tudo para o 1º aniversário no dia 26/03. Coloquei contador,umas coisas afins, falta tantas outras, fiz banner, mas ainda não descobri como fica clicável,mas vou tentando, estou com preguiça de arrumar os links, mas até o aniversário eu faço isso tudo.

Vou dividindo com vocês minhas descobertas, embora pra alguns não deva ser novidade nenhuma. Mas eu estou igualzinho pinto no lixo.
Descobri um site muito interesante que oferece o que para mim, acabou virando uma brincadeira muito legal de fazer: fotografias no cubo mágico.
É só entrar no site clavatown:cubo mágico e fazer a sua.
Não resisti, e já estou bolando minha galeria, que em breve postarei, essa daí é só pra dar umn gostinho.

Olha como fica lindo!

Custom Rubiks Cubes
Create your own Rubik's Cube

Segundona


Hoje é segunda feira, um dia complicado de organização caseira.

É impressão minha ou geralmente na segunda-feira,a casa e a cabeça estão mais desorganizadas?

Porque será hein?

Preciso por ordem nas coisas, ler o jornal de ontem e o de hoje na net, dar uma molhada nas plantas e fazer a pauta da semana,senão fico perdidinha com tanto tempo livre(!?)

Preciso escolher definitivamente as poesias que vão fazer parte do livro que pretendo lançar ainda este ano... e levar Juju no Balé.

Por isso nada de post muito profundos e analíticos.

Hoje é segunda, não se esqueçam!

Para os que gostam de dar uma espiadinha: (E o Dr. Marcelo hein? Dizem que de médico e de louco, cada uma tem um pouco!Mas apesar da sua "franqueza" quase psicótica, antes ele do que o insoso do Rafinha)

Tenho acompanhado o BBB via net. A voz daquelas pessoas estavam me dando enjôo. Acho todas as ações e envolvimentos(?!)que eles fazem simplememente insurportáveis.

Tenho acompanhado o que se passa pelo site oficial e pelo blog De cara pra Lua.

Para ver gente comendo e dormindo, é so olhar pro meu filho adolescente. Que aliás com 14 anos tem um puta repertório de diálogos variados, interessantes e divertidos.Coisa que na casa de Jacarepaguá....

Como digo sempre: O melhor do BBB é o Bial!

domingo, 9 de março de 2008

Sobre Solidão....


Estamos perdidos na escuridão de nós mesmos.

Perdidos em nosso mundo e contas a pagar.

Perdidos na falta de gentilezas e sutilezas tão necessárias como um simples bom dia no elevador.

Estamos perdidos na avareza dos dias, na falta de imaginação dos diálogos, na dificuldade de revelar a beleza oculta dos sorrisos.

Estamos imersos na nossa solidão. Não vemos ninguém pela nossa frente.

Por vezes nem as pessoas a quem amamos saem ilesos do nosso obscuro egoísmo.

São tantas palavras ao vento, tantas promessas não cumpridas, ditas tão facilmente...

Meros clichês da sobrevivência.

Estamos perdidos dentro dos nossos carros com filme,dos shoppings, dos condominios com muro eletrificado.

E toda essa solidão não faz melhores, não nos faz pensar mais intimamente sobre a nossa pequenez diante do universo.
E toda essa solidão não traz a paz que almejamos.

Antes pelo contrário, traz assombro.

Estamos ficando tão acostumados a essa falta de proximidade com os outros, com as coisas e com nós mesmos, que qualquer dia desses ao acordar de manhã nos perguntaremos_ Quem é esse estranho no espelho?

sábado, 8 de março de 2008

Dia Internacional das Mulheres


Hoje é o dia Internacional das Mulheres.

Tem gente que acha que é desnecessário ter um dia para nos comemorar.

Acho isso intrânsigência. E na intrasigência não existe gentileza alguma.

Quando falamos de minorias oprimidas é sempre necessário ter um dia pra lembrar.

Mas os céticos me dirão: mulheres oprimidas, hoje em dia?

Sim! muitas mulheres ainda hoje são oprimidas: por seus companheiros, filhos, governos, chefes, modo de viver, escolhas...

Se não fosse assim não seriam necessárias leis como a Lei Maria da Penha, que hoje, escolho como um símbolo para comemorar o nosso dia.

Só quem é mulher sabe a dor e a delícia de ser quem somos.

LEI “MARIA DA PENHA”

Em vigor, ela garante mecanismos de defesa mais abrangentes para mulheres vítimas de violência doméstica.
Promulgada em 7 de agosto de 2006 e em vigor desde setembro do mesmo ano, a Lei 11.340/06 ganhou o apelido de Lei Maria da Penha em homenagem à biofarmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes.
É uma lei especial para ser aplicada em casos de violência doméstica e garante mecanismos especiais às mulheres vítimas de agressão pelo marido ou parceiro.
A Lei impede, por exemplo, o encaminhamento do processo ao Juizado Especial – onde muitos dos casos acabam com o agressor pagando cestas básicas.
Também aumenta a pena para o agressor.
Antes estabelecida em de 6 meses a um ano, passa a ser de três meses a três anos.
Entre outros direitos especiais da Lei, estão a exigência da abertura de processo em caráter urgente, a inclusão da mulher em serviços de proteção e a garantia de acompanhamento por um policial caso a vítima precise ir à sua casa buscar seus pertences.
Além disso, a lei permite ao juiz impor ao agressorrestrições imediatas,
como perda do porte de arma e proibição de seaproximar da vítima ou dos filhos do casal.
Conheça a história de Maria da Penha, a mulher que lutou por quase 20 anos para ver seu agressor na cadeia e deu nome à lei especial cntra a violência doméstica

Maria da Penha Maia Fernandes, biofarmacêutica cearense, hoje com 61 anos, fez da sua tragédia pessoal uma bandeira de luta pelos direitos da mulher e batalhou durante 20 anos para que fosse feita justiça.
O seu agressor, o professor universitário de economia Marco Antonio Herredia Viveros, era também o seu marido e pai de suas três filhas.
Na época ela tinha 38 anos e suas filhas idades entre 6 e 2 anos.
Na primeira tentativa de assassinato, em 1983, Viveros atirou em suas costas enquanto ainda dormia, alegando que tinha sido um assalto.
Depois do disparo, foi encontrado na cozinha, gritando por socorro.
Dizia que os ladrões haviam escapado pela janela.
Maria da Penha foi hospitalizada e ficou internada durante quatro meses. Voltou ao lar paraplégica e mantida em regime de isolamento completo.
Foi nessa época que aconteceu a segunda tentativa de homicídio: o marido a empurrou da cadeira de rodas e tentou eletrocutá-la embaixo do chuveiro.
Herredia foi a júri duas vezes: a primeira, em 1991, quando os advogados do réu anularam o julgamento. Já na segunda, em 1996, o réu foi condenado a dez anos e seis meses, mas recorreu.
Com a ajuda de diversas ONGs, Maria da Penha enviou o caso para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (OEA), pela demora injustificada em não se dar uma decisão ao caso.
Após as tentativas de homicídio, Maria da Penha começou a atuar em movimentos sociais contra violência e impunidade e hoje é coordenadora de Estudos, Pesquisas e Publicações da Associação de Parentes e Amigos de Vítimas de Violência (APAVV) no Ceará.
A história de Maria da Penha pode ser conhecida na biografia que escreveu em 1994, intitulada “Sobrevivi... Posso contar”.
Hoje ela atua junto à Coordenação de Políticas para as Mulheres da prefeitura de Fortaleza e é considerada símbolo contra a violência doméstica e batizou a Lei de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, sancionada pelo presidente Lula, no dia 7 de agosto de 2006.


DIVULGUE A LEI “MARIA DA PENHA”!!!

Você poderá auxiliar alguém que esteja sofrendo violência doméstica e não sabe o que fazer.

Fonte: e-mail repassado na Rede.

sexta-feira, 7 de março de 2008

2ª via da Identidade


Minha carteira de identidade estava um caco.

Fazia vinte e dois anos que a coitadinha me acompanhava em todos os momentos da minha vida: cineminhas, teatro, Rock in Rio I, médicos, lojas, bancos, maternidade,show do Roger Waters, inscrição de concursos, viagens, empréstimos, crediários...

Um belo dia, foi parar na maquina de lavar e ficou moída.

Triste fim, para um documento que praticamente me acompanhou em toda minha vida adulta. Minha foto em preto branco mostrava minha carinha com 18 anos e a assinatura tinha um quê de infantil.

Eu precisava providenciar outra imediatamente.

Parece incrível mas você não faz nada sem a bendita da identidade.

Ele é realmente importante? Será?Provei que nem tanto.

Bem, me encaminhei para o DETRAN de Nova Iguaçu para fazer a 2ª via da carteira de identidade.

Duda. Fila no Itaú. Fila no Detran. Calor insuportável. Fotos recusadas. Fotos aceitas.

Um mês de ansiosa espera, e ainda na fila da entrega detecto um erro:
O dígito estava errado!

Ao invés de 8 estava o número 6.

Na mesma hora notifiquei para o funcionário que me atendia o erro detectado, e ele me respondeu o mais burocrático possível:

-A senhora tem um mês para ver se o documento contém erros e voltar aqui para dar entrada e refazer.

-Peraí, detectei o erro agora! O meu digito é 8 e não 6. Não dá pra cê dá uma anotadinha aí em algum lugar e, ao invés de eu voltar aqui outro dia, a gente já faz isso hoje mesmo.

Resposta :

- A senhora tem um mês para detectar os erros e voltar aquisenhora.

- Poxa, eu sou professora, quebra o galho, não posso perder meu tempo....

- O próximo!

Saí resmungando. Senhora é a pqtp...

Ainda revoltada volto uma semana depois para tirar a carteira de identidade de meu filho mais velho.

Com aquela resposta engasgada na garganta, aproveito para esclarecer umas coisitas.

E não é que o mesmo fulano me atendeu?Explico o caso.

Ele me dá uma olhada desconfiada sob os óculos.

_ Como assim errado?

Eu já estava contrariada. Caramba! Explico de novo.

Ele sem paciência manda eu esclarecer minhas dúvidas com a menina de coque.

Lá fui eu.

E então ela me diz o indizível:

-O seu dígito sempre foi 6 e não 8 conforme a senhora pensava.

- Como assim pensava? Estava escrito lá na outra identidade.

- A senhora tem como provar?

_ Não ela está toda esmigalhada...

- Então....

Então quer dizer que desde 1985 que eu ando por aí dando meu dígito errado e ninguém nunca reclamou que estava errado? Eu faço imposto de renda moça, tenho cartões de credito, talão de cheque...sou funcionária pública,como pode isso?

Para confirmar sua teoria ela digitou o número do RG com digito 8 na minha frente e deu Número de RG não encontrado.

Todo esse tempo, e ninguém nunca descobriu que eu não existo?

_ Nao senhora. Eles não verificam.- A menina do coque me respondeu.

E ainda completou:

- Note bem que quando eu digito seu nome todo, os regitros do IFP dão o seu número com dígito 6, então seu digito é 6.

_ Deuses do Absurdo! Me descabelei.

Eu e todos os que assistiam a cena, horrorizados.

Não me conformo com isso até hoje.

No começo ainda tentava explicar nas lojas e etc. Depois desisti. Era muito complicado para mim e para as pessoas.

O sistema está errado? Ou eu?

Mesmo assim, levei uma vida normal esse tempo todo, sem sobresaltos.
Mas isso quer dizer pratiquei o estelionatário, 22 anos sem saber. E eu sou uma "senhora" de familia que paga seus impostos em dia. Imagina se não fosse?

Como dizia o Shakespeare: Existem mais coisas entre o céu e a terra, do que sonha a nossa vã filosofia.

quinta-feira, 6 de março de 2008

Amamentação: Ato de amor. Educação para a vida.


Hoje de manhã acordei às 6 horas da manhã para colocar os meninos para a escola. Preparei um cafezinho da manhã bem gostosinho e enquanto eu ajeitava uma coisa e outra fui me lembrando que sempre acordava a essa hora da manhã para amamentá-los.

Eu amamentei todos os meus três filhos exclusivamente no peito até os seis meses e depois até 1 ano e 11 meses.

A única coisa que barra completamente a emoção de amamentar é a hora que a gente vê a carinha do nosso filho pela primeira vez na sala de parto.

São emoções que não tem preço!

Amamentar é algo assim tão revolucionário e ao mesmo tempo tão terno, que só quem amamenta é que sabe o quanto esse gesto é essencial na vida de uma mulher e de um criança.

Meus filhos são tão ligados a mim, que não posso deixar de pensar que a gestação como emoção interna mais a amamentação, como ação externa é que proporcionou essa ligação tão direta, tão harmônica, tão verdadeira que a gente cultiva.

Meus filhos são tão calmos e saudáveis, e nunca ficam doentes, mas quando ficam logo se curam.

O governo, que por sinal é um dos 40 países que assinaram em 1990, em Florença a Declaração de Innnocenti na qual se comprometem a promover o aleitamento materno, poderia levar suas atribuições efetivamente a sério.

Num pais como o Brasil, onde as camadas mais pobres são verdadeiramente abandonadas pelo poder público, campanhas desse tipo salvam milhares de vidinhas.

Eu sou uma militante de carteirinha desta causa.

Quando amamentei meus filhos somente com leite materno até os seis meses, todos acharam( vizinhos, parentes, amigo, e agregados) que os meses que eu morei num assentamento de reforma agrária tinha realmente me deixado louca.

Tive que peitar muito pra conseguir amamentar meus filhos, principalmente a minha mãe, que sendo das antigas, não se conformava que eu, uma marinheira de primeira viagem tivesse idéias maternas tão absurdas quanto aquela.

Isso implicou, que todas as vezes em que eu virava as costas,ela dava água de colherinha para as crianças.

Não me arrependo do que fiz. E minha mãe finalmente compreendeu que os bebês não morrem de sede, que o leite materno REALMENTE tem todos os nutrientes necessários para a criança crescer forte e saudável.

Mesmo num calorão de 42 graus como no Rio de Janeiro.

Amamentar é um ato de amor, educa pra vida.Previne doenças e forma laços inquebrantáveis e eternos entre mães e filhos.

Levo sempre comigo esses momentos.

Tenho muitas alegrias na minha vida. Amamentar é uma delas.

quarta-feira, 5 de março de 2008

Depressão: Pensar enlouquece


Hoje acordei cheia de barulhos internos.
A mente confusa e cheia de pensamentos nervosos.
Certo é quem diz que pensar enlouquece. É a mais pura verdade.

Eu mais do que ninguém sei disso. Achei que com o correr do tratamento, as coisas iam amenizando. E vão. Mas tem dias que como hoje, deito no tapete, choro, me torço e me tremo toda.
Me acho uma merda. Não sei ainda o que estou fazendo por aqui.

Dias de rock and roll. Dias de Funerais.

A depressão é um martírio, mas ao mesmo tempo um aprendizado.

Um martírio porque é dificil lidar com suas dores todas ao mesmo tempo. Lutar contra algo desconhecido, mas que ao mesmo tempo está dentro de você. Aliás é você.

Um martírio porque quanto mais o céu está azul, mas você o vê cinza e não adianta promessas de esquiar em Barilhoche, ser convidada para uma super festa brega do seu melhor amigo, comer bombom copenhagen.

Nada disso adianta. O martírio está ali. E te cobra respostas.

E elas não estão à disposição no seu banco de dados.

Sou uma pessoa que acredita na espiritualidade e, compreendo que devemos tirar lições das nossas dores.

Estou aprendendo a ser humilde comigo mesma e com os outros. Não é possível estar sempre certa, fazer sempre a coisa certa. É preciso ser humilde para ser frágil.

Também vou aprendendo a exercer o mantra diario da paciencia
....paciência....paciência...Tudo isso um dia vai passar...

Só não se pergunte: Quando?

E confiança.

Aprender a confiar em você mesmo.Confiar nos outros. Confiar na vida.

Sempre penso muito nas pessoas que tem monopolaridade, ou bipolaridade, como a Brtiney Speras e me comovo com as suas dores, pois bem sei o que passam.
Sei o que é a insônia de um depressivo, as noites traiçoeiras e insanas, as dores, o cansaço mental que nenhum anti depressivo é capaz de fazer esquecer.

Depressão não é coisa de dondoca, ou de gente fraca, que gosta de firula e de aparecer.

Não é mesmo.É tudo bem real. E muito complicado.

Mas sabe, ficar perto de quem a gente ama e nos ama torna tudo menos árido.

Como dizia a Ro-Rô: A vida é bela, só nos resta viver.....

terça-feira, 4 de março de 2008




Mantra de hoje:

Tudo vai dar certo
Tudo vai dar certo
Tudo vai dar certo

Tudo vai dar certo
Tudo vai dar certo
Tudo vai dar certo

.Quer colocar um relógio legal no seu blog/site?



O clocklink.com é um site que disponibiliza vários modelos bacaninhas de relógio. É só entrar no site, clicar em Gallery, escolher o modelo, copiar o código HTML e adicionar.

Ah! não se esqueça de configurar o nome do país e da sua cidade.

O meu modelito já está lá embaixo.

segunda-feira, 3 de março de 2008

...

Estou cultivando uma estranha mania.

Começo a ler o jornal no dia que ele chega, de manhã tomando café.

Depois deixo ele prá lá e venho atualizar esse baladíssimo blog, lido pelo meu único e fiel leitor Pedro augusto, meu sobrinho.

Mas também cuido de outros afazeres desta minha "nada mole vida".

Acumulo então, as edições de quinta, sexta, sábado, domingo e leio aquele monte de jornal, todos juntos, na segunda à tarde.

Essa depressão me deixou meio assim.

Ou será que sempre fui?

Assim?

domingo, 2 de março de 2008

Juca Mulato

Então resolvi colocar a leitura em dia, já estou de licença médica até maio por conta da depressão.

Agora, descanso.
Tentando organizar minha alma e minha mente.
Livrando-me das tranqueiras diárias que nos fazem fechar as janelas e não querer ver mais o por do sol.
Para me sentir mais normal, me arrisco nos noticiários televisivos, nas leituras quase diárias dos jornais, e sinto tantas emoções estranhas. Pouquíssima são positivas. A maioria são de indignação, muita indignação.
Rezo muito pedindo a deus que eu não termine meus dias ansiosa pelo final da novela mexicana do SBT.
Mas como dizia, tenho colocado a leitura em dia. leio e releio.
Relendo, abri Juca Mulato de Menotti del Picchia, um livro antigo que comprei naqueles sebo Praça Tiradentes há muitos anos.
As páginas lindamente amareladas e corroídas pelas traças antigas como o próprio tempo fazem por si, do livro, um poema.
A introdução é do Julio Dantas, a edição é da Paulista Martins, 1965.

Nesta edição tem ainda: Máscaras, A Angústia de D. João e o Amor de Dulcinéia.

Não resisti a esse belissimo trecho do capitulo Lamentações

"Amor?
receios, desejos,
promessas de paraísos,
depois sonhos, depois risos,
Depois beijos!

Depois...
E depois amada?
Depois dores sem remédo.
depois pranto,depois tédio,
depois...nada!"

sábado, 1 de março de 2008

Rio: 443 aninhos

Parabéns pra você....

Que Deus lhe dê muita saúde e paz e os anjos digam amém...

Parabéns pra você parabéns pra você pelo seu aniversário....

O Cristo
Petrópolis
Maraca
Av. Brasil
Arraial
Antiga Estação de Madureira

Tinguá- Nova Iguaçu

Gloriosa Lapa

Favela da Maré

Central do Brasil



  • Anastacia, a princesa de Anatole Litvak, 1956, com a linda Ingrid Nergman e Yul Brynner;
  • Um Bonde chamado Desejo de Elia Kazan, 1951 com Marlon Brando e Vivien Leigh
  • Good night, good look, de George Clooney, 2005 com George Clooney;
  • Os produtores de Susan Stroman, 2005, com Uma Thurman refilmagem do maravilhoso
  • Primavera para Hitler, de Mel Brooks, 1968 com Gene Wilder
  • A Rainha de Stephen Frears, de 2006 com Helen Mirren