Total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

GAMDE- Grupo de Apoio Mutuo a Depressão




Hoje é quarta feira, portanto é  dia de GAMDE  Grupo de Apoio Mutuo a Depressão no Periscope.
 O tema de hoje será: Como o auto conhecimento pode contribuir na cura da depressão.
Se vc tiver celular  IOS  ou Android, o Periscope é um aplicativo para quem tem conta no Tweeter. Vá lá conhecer e aproveite  convide alguém que você sabe que precisa ouvir sobre esse assunto. Periscope, 18h e 30. @fafireisreis.
<3 p="">

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Diario da Fafi: estabelecendo prioridades

Diario da Fafi: estabelecendo prioridades: Vivemos dizendo que não temos tempo para nada. Que o dia precisaria de  mais horas para completarmos o que precisamos fazer. Trabalham...

estabelecendo prioridades


Vivemos dizendo que não temos tempo para nada.
Que o dia precisaria de  mais horas para completarmos o que precisamos fazer.
Trabalhamos muito, comemos rápido, perdemos horas nas mídias sociais, exigimos muito de tudo, de todos, de nós mesmos.
Mas o grande segredo é aproveitar ao máximo o tempo que temos, e não encontrar mais tempo.
Precisamos estabelecer prioridades, classificar as nossas tarefas, resolver o que é urgente e importante. Se não for prioridade não faça, vá para praia, vá correr, vai ver televisão com  os filhos, tomar um sundae, ver o por do sol,  vá curtir com seu amor.
Temos que aprender a fazer escolhas e estabelecer prioridades é fundamental para vivermos bem, para gerarmos clareza para realizar os nossos objetivos e desejos.

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

questão de equilibrio



Tudo é questão de equílibrio.
Mas  a medida  do seu equilíbrio, não é igual ao meu.
O nosso campo energético é diferente.
Nossos pensamentos são diferentes.
Nossas escolhas, valores, prioridades também.
Tudo é questão de equílibrio.
Interno. 
Consciente.
Aprovado pelo nosso coração e espírito.
e pela nossa alma, que torce para nos ver felizes.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

sobre criar hábitos



O nosso cérebro gosta de conforto. ele prefere sempre as coisas conhecidas, a lidar com emoções novas.
O nosso cérebro prefere as  velhas conexões, antigas  sinapses,  porque é mais fácil e cômodo lidar com  velhas coisas conhecidas, onde o esforço de aprendizado seja mínimo.
Mas quando queremos mudar a nossa vida temos que modelar a nossa rotina de maneira diferente e criar hábitos é uma maneira  saudável e lúcida de fazê-lo.

Existem estudos que comprovam que se você criar hábitos, rotinas, o seu cérebro, ele entende que precisa mudar. Os maus hábitos são difficiles de largar por  apego e comodismo, e os bons hábitos difíceis de adquirir.

É preciso ter persistência  para introduzir hábitos novos, mas te digo uma coisa: Valerá a pena!!!

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

periscope @fafireisreis



Vou estar hoje 14/09, no Periscope ás 15h 30 ao vivo, falando sobre o tema: Lições que podemos aprender com a Águia.  #Desenvolvimentopessoal # autoconhecimento.






 Te espero lá!

auto valorização é fundamental


Muitas pessoas ficam ansiosas, estressadas, buscando valorização e auto reconhecimento, buscando nos outros a aceitação de si mesmo. quando deveríamos buscar a aceitação  em nós mesmos para termos uma vida melhor.
Vou compartilhar  uma coisa que aprendi; É uma coisa tão simples, que você não vão acreditar: siga a sua vida, faça o melhor que puder em tudo  que estiver envolvido, use a ética, mesmo que esse seja um tema  esquecido pelos outros. viva a sua vida e faça o melhor.
Sinta-se bem na sua pele.

É importante ser reconhecido pelo nosso trabalho, pelas nossas atitudes, pelo nosso esforço? sim!!!!

Mas o reconhecimento dos outros é apenas um elemento na nossa vida. As pessoas estão adoecendo esperando o reconhecimento dos outros, e  se esquecendo do seu próprio valor. Como se o nosso valor só tivesse peso de realidade, se as pessoas  o reconhecessem.
Quem busca a muito a aceitação dos outros, busca  na verdade, a aceitação de si mesmo.
Reparem que as pessoas que não se importam com o reconhecimento dos outros,vivem sem grilos, vivem desencanados, porque a opinião dos outros, não importa para elas. Apenas o que são é o que importa.

Se  nós não reconhecermos  o nosso próprio valor quem vai reconhecer? pense com carinho nisso e não traga para a sua vida o adoecimento, a frustração e a depressão.

Você cria a sua realidade, então crie uma realidade saudável e amorosa para si mesmo e para os outros ao seu redor. Beijo e vamos iniciar essa semana com muito amor e paz nos nossos corações.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

aceitar a depressão



Em 2007 iniciei  um processo de depressão profunda, por conta de assédio moral no ambiente de trabalho.
Eu sempre fui uma mulher de muitas  habilidades e custei muito a aceitar os meus talentos e possibilidades.
Custei  a aceitar que eu era  uma mulher realizadora.
Problemas de infância. Problemas na infância.
Mas eu fui superando tudo com fé em Deus e fé no que eu acreditava.

Quando coloquei meus talentos á vista, muitas pessoas ficaram espantadas, com medo, com inveja ou sei lá mais o que se passa na cabeça daquelas pessoas. O fato é que as energias negativas que me rodeavam, os maus tratos psicológicos, acabaram  causando um sofrimento mental enorme. Me colocando num estado mental de total inadequação e quando vi estava no submundo de mim mesma.
Foram 3 longos anos.

No ano final, estive com a síndrome do pânico que é uma das piores coisas que podem acontecer a um ser humano.
Ano passado, notei  alguns sinais de  alguns fatos recorrentes.
Em dezembro no metrô  de Paris, quando olhei a multidão descendo as escadas, iniciou uma taquicardia e minha mão suava horrores. Levantei a  cabela pra pegar um ar, fechei os olhos e fui. Eu pensei: venci!

Mas  no final da noite, não fui passar o ano novo na Torre Eiffel, fato imperdoável para muitas pessoas. Jantamos, tomamos um champagne e os primeiros minutos de 2015 me pegaram nos braços de Morfeu.
Esse ano, em meados de junho, comecei a chorar no banheiro desesperadamente. me olhei no espelho e me perguntei: porque raios você está chorando mulher?
Eu não tive resposta pra mim mesma.

Por conta da febre tropical que peguei na Amazônia, se destacou  em mim, um estado depressivo. Oito anos depois,  cá estou eu com depressão novamente.
Hoje resolvi escrever porque as coisas começaram a  fazer sentido para mim.
Na primeira vez que tive depressão, eu recorri a rezas, orações, Padre Marcelo era meu redentor, não tenho vergonha de dizer isso. Tinha medo da terapia, do terapeuta, do meu passado, das minhas entranhas. O anti depressivo foi o que me deu qualidade de vida necessária para continuar.
Aprendi muito pouco ou quase nada. Só aprendi que nunca mais queria estar novamente neste lugar.

Dessa vez, por conta do auto conhecimento de mim mesma, das minhas orações, meditações,  por ter aprendido a me amar em primeiro lugar,  por me ouvir, por buscar sentido nas coisas  que faço e principalmente do  que penso, estou bem.
 Tenho todos os sintomas, e não é fácil, não é fácil mesmo.
 Mas aí eu penso:porque estou neste estado? qual é o propósito? O que o emu espirito quer me mostrar com isso? onde preciso mudar? como posso crescer com isso e  a partir disso? porque esta doença é recorrente em mim? o que preciso fazer? o que preciso compartilhar?
Estou buscando sentido para mim. E tudo tem me feito muito bem.
 Compartilhar isto é um passo.
A pagina Diário de Bordo para Professores Estressados é outro.
 O e- book   Diário de Bordo para Professores estressados que estou escrevendo, é outro passo também.
Menos algumas opiniões que eu não engulo. Principalmente de pessoas que nunca tiveram a doença e ficam dando opiniões  equivocados.
 Mas isto  é papo para um outro post.

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

deixe o passado de lado


Costumo dizer que nossa mente tem dois poderes:O do bem e o do mal.
O do bem é quando, conseguimos redirecionar os nossos pensamentos e emoções a  nosso favor que acabam gerando vibrações positivas  que geram atitudes positivas que desencadeiam em resultados positivos.
 E o poder do mal. Quando através dos nossos  pensamento e emoções não conseguimos nos acalmar e deixamos a angustia tomar conta de todas as partes do nosso ser, gerando com isso, uma instabilidade emocional, que nos levam às burradas que fazemos na nossa vida.
Ou seja, pensamos  negativo e geramos  em nós e no nosso entorno uma energia de estagnação, de perda, de rancor, de doença, ou seja lá do que estivermos pensando.
O passado tem uma carga muito pesada na nossa vida. São como downloads que uma vez baixados ficam ali na nossa máquina, só consumindo espaço.
Passado geralmente gera angustia. Do que deveria ter sido dito, ter sido feito, ter sido reparado, ter sido perdoado e não foi.
E ai vamos nos consumindo em pensamentos que geram uma energia vibracional pesada. parece que estamos sempre vivendo no limbo. E como não temos consciência do que nos passa por dentro, culpamos o outro.
Mas nunca  é o outro.
 É sempre nós. Eu. Você.
 Nós criamos a nossa realidade.
 Aprenda a manter-se calma. Aprenda a pensar antes de agir. Aprenda  se ouvir. Sua intuição, seu coração.
Pare tudo. pense no seu pensamento agora.
Quantas  vezes hoje você pensou em coisas que aconteceram no seu passado? Quantas horas você perdeu hoje pensando em coisas que nunca mais voltarão a acontecer?  E quantas horas hoje você se dedicou ao seu agora, ao pensamentos do seu presente?  do seu propósito atual? da sua missão para o seu  hoje?
O agora é a hora. O agora é a vida pra viver.
Que tipo de sentimentos  esses pensamentos  geraram? positivos ou  negativos? Seus pensamentos jogam contra  ou a  favor de você?
Pense. sinta. Mude a chave. Só você pode mudar a chave da sua vida.
Eu recomendo que  vocês possam ler este livro " O Poder do Agora" do Eckhart Tolle, e se sintonizem com o presente. Aqui

 

terça-feira, 8 de setembro de 2015

deixar ir

Deixa ir.
Leva  a mala até a porta, dê um abraço apertado.
Eu sei.
É difícil terminar uma relação. É difícil abrir a porta e deixar o amor da sua vida ir embora.
Mas eu venho aprendendo  um segredo: o amor da nossa vida é a gente mesmo.
A pessoa que estava contigo era  apenas um companheiro de caminho.
E as vezes, os caminhos cedem aos atalhos.
E por mais que estejamos com uma pessoa, 2, 5, 10, 20 anos, a gente nunca as conhece de verdade.
Pensa em você. O quanto você muda anualmente, mensalmente, diariamente;... pois é, o mesmo acontece com o outro.
As pessoas mudam.
A realidade muda.
Os sonhos mudam
E as pessoas vão embora também.
Fomos acostumados ao felizes para sempre. Mas é preciso entender que não é este o final perfeito.
A perfeição talvez seja  ser feliz até onde for possível.
E as vezes. simplesmente não  dá mais, e é preciso deixar ir
É preciso  abrir a porta e deixar a pessoa que você ama ir embora. Você  vai ficar chorando, sua alma vai  penar, mas seu coração sabe, que está encerrada as possibilidades.
A gente não vive somente de amor por uma outra pessoa. Isto é apenas uma parte da nossa vida.O amor, na verdade,  está em nós, nós somos parte do amor. E é  tão bom pensar assim.
Que nós somos parte do amor.
A pessoa vai. A memoria fica. A amizade, um dia se tudo der certo, vem.
Se vai acontecer de novo?
Eu não sei. Ninguém sabe. Talvez...  um dia... quem sabe? Dizem que o tempo é o senhor dessas questões.
Enquanto isso, vai cuidando de você.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

comunicação certa


Como escritora não me é estranho observar pessoas e ficar com os ouvidos bem abertos em  histórias contadas, às vezes para mim, ás vezes ao meu lado, no ônibus, em salas de espera, supermercados, etc.
Hoje pela manhã, por exemplo estava esperando a condução, quando uma mulher me perguntou se  o ônibus tal parava naquele ponto.
Eu disse - Não.  O ponto  desse ônibus é do outro lado da rua.
Ela saiu murmurando, que uma pessoa havia lhe ensinado  o lugar errado.
Eu fiquei pensando:
 Mas será que ela perguntou certo?
O lugar para onde ela queria ir, tinha várias linhas de ônibus, vários acessos, várias possibilidades.
Será que ela perguntou certo? porque se a gente não pergunta certo, a gente recebe a reposta errada.
 É assim com a vida, com o Universo, com Deus,
Se fazemos a indagação errada, a pergunta errada, não receberemos a resposta certa.
Se não sabemos nos colocar diante do Universo, de Deus e da  Vida, se não sabemos o que queremos de verdade , muitos são os caminhos, muitas  são as possibilidades.
Temos que aprender a nos comunicar corretamente. Primeiramente conosco mesmo. Aprender a nos ouvir. aprender a ouvir a voz do nosso coração e da nossa alma.
E depois aprender a pedir, a perguntar o que queremos saber.
O Universo sempre nos envia sinal.
Deus sempre responde as nossas indagações.
Basta estarmos atentos para nossa perguntas e  manter  o coração aberto para receber as respostas, Sejam elas quais  forem.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

o simples

Continuo achando que as coisas da vida são muito simples e nós complicamos tudo porque temos a necessidade de achar as coisas complexas.
O simples, parece que nunca faz sentido. O simples  nunca é levado a sério. É desacreditado.
Gostamos do complexo, do difícil, do impossível, porque temos síndrome de super heróis.
Queremos ser bem vistos, adorados por resolvermos coisas praticamente inresolviveis.
Gostamos de ser  "os" descomplicadores.
Enquanto as coisas simples estão ali, bem diante dos nossos olhos. Fáceis soluções. E nós olhando para outra direção, Porque não prestamos atenção.
Apostamos na complexidade, porque o simples é comum demais, e estamos ocupados em sermos super humanos, ao invés de simplesmente humanos.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

experiencia de potência




Viver é uma experiencia de potência.
Em todos os sentidos.
De encontros e desencontros
De chegadas e de partidas
de morte e esperança
De coisas que ganhamos e perdemos
que amores que vem e que vão
 da experiência de ter filhos ou de não te-los
de errar, acertar, se perder e se achar
Viver é   experiencia de potência de se reinventar, de sair da zona de conforto e poder partilhar de outras experiências que nos causam medo e insegurança.
Viver é perigoso.
Todos os dias ao acordar, estamos rodeados de mistérios, de coisas que não sabemos que fim vão dar.
Viver é amoroso.
Todos os dias ao acordar estamos rodeados de mistérios, de coisas que não sabemos que começo  vão ter.
Viver é uma experiência maravilhosa, criadora, criativa e  estar 100% na  nossa vida é um dom, um presente, um milagre!