Total de visualizações de página

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Férias

Tô saindo de Férias.
Vou pra Parati, arejar,sassaricar, comer lula doré, olhar o tempo passar, enquanto os pensamentos assanham a alma.

Nesse meio, faço aniversário, dia 29, juro que vou apagar uma velinha.

Domingo estou de volta.

Sem falta.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

domingo, 25 de janeiro de 2009

opereta carioca

Gente, ontem eu fui ao teatro depois de um longo e tenebroso recesso.

E como a cada vez que vou, penso que o ser humano não pode realmente viver sem a Arte, sem o teatro, sem a música....O ser humano é mesmo um bicho artístico, criativo...

A arte é um pedaço da gente, embora insistam em dizer pra gente que não...

( Vide que sobrou um ingresso, e tentamos repassar. Como não deu. resolvemos doar o ingresso para o vendedor de bala do Maison, insisti para que ele fosse.Esperamos durante todo o espetáculo e nada.)

Bem, a peça tem um roteiro simples, mas é simplesmente espetacular.

Conta os percalços de um casal que se conhecem, se amam, se casam, se engalfinham, se mordem, separam-voltam, voltam-separam...

Tudo muito comum?Você já viu essa história antes, inclusive ao vivo e a cores?

Aí é que você se engana, essa história na verdade é um musical regado com sambas de todas as épocas Tem Ismael Silva, Chico Buarque, Vinicius de Moraes , Zeca Pagodinho.

Os sambas, são cada um mais lindo que o outro, e a comédia é na medida certa.

A Direção musical é linda, limpa e muito especial.

A Soraya Ravenle e o Gustavo Gasparani são dois deusos, de vozes preparadas, afinadas, sonoras, linddooos de viver!

Ambos sabem cantar, dançar, e têem(aimeudeusdoceu, é assim que se escreve?)uma presença de palco marcante.

A coreografia é belissíma, delicada, e faz uma um lindo conjunto com tudo de bom que essa peça é.

Corram rapaziada: A peça só vai até o dia 15 de fevereiro no teatro Maison de France, no Rio.

Quem não é do Rio, quando a peça chegar na sua cidade, corra e compre seu ingresso.

O ingresso é um pouco salgado, mas vale cada centavo.

Pra quem tá no Rio, vá ver a peça e aproveita pra tomar uns chops na Lapa.Quem sabe a gente não se encontra por lá...

Pausa para o comentário do Valmon meu amigo músico maravilho:Como seria bom se todos os vizinhos brigassem dessa maneira....


Estou atarantada de serviço, tremendo domingo, e ainda por cima de férias!!!

Preciso entregar quarta feira próxima o conteúdo programático étnico de toda a rede de ensino que trabalho...( Do Infantil à EJA)

Molezinha né?

E o pior... as crianças estão naqueles dias em que jupiter entra em marte e arromba tudo, sabecumé?

Cruzencredo....

o discurso de posse de obama

Meus caros concidadãos.
Estou aqui hoje humildemente diante da tarefa que temos pela frente, grato pela confiança que vocês depositaram em mim, ciente dos sacrifícios suportados por nossos ancestrais. Agradeço ao presidente Bush pelos serviços que prestou à nação, assim como pela generosidade e a cooperação que ele demonstrou durante esta transição.
Quarenta e quatro americanos já fizeram o juramento presidencial. As palavras foram pronunciadas durante marés ascendentes de prosperidade e nas águas plácidas da paz. Mas de vez em quando o juramento é feito entre nuvens carregadas e tempestades violentas. Nesses momentos, a América seguiu em frente não apenas por causa da visão ou da habilidade dos que ocupavam os altos cargos, mas porque nós, o povo, permanecemos fiéis aos ideais de nossos antepassados e leais aos nossos documentos fundamentais.
Assim foi. Assim deve ser para esta geração de americanos.
Que estamos em meio a uma crise hoje é bem sabido. Nossa nação está em guerra, contra uma ampla rede de violência e ódio. Nossa economia está gravemente enfraquecida, uma consequência da cobiça e da irresponsabilidade de alguns, mas também de nosso fracasso coletivo em fazer escolhas difíceis e preparar o país para uma nova era. Lares foram perdidos; empregos, cortados; empresas, fechadas. Nosso sistema de saúde é caro demais; nossas escolas falham para muitos; e cada dia traz novas evidências de que os modos como usamos a energia reforçam nossos adversários e ameaçam nosso planeta.
Esses são indicadores de crise, sujeitos a dados e estatísticas. Menos mensurável, mas não menos profundo, é o desgaste da confiança em todo o nosso país -- um temor persistente de que o declínio da América é inevitável, e que a próxima geração deve reduzir suas perspectivas.
Hoje eu lhes digo que os desafios que enfrentamos são reais. São sérios e são muitos. Eles não serão resolvidos facilmente ou em um curto período de tempo. Mas saiba disto, América -- eles serão resolvidos.
Neste dia, estamos reunidos porque escolhemos a esperança acima do medo, a unidade de objetivos acima do conflito e da discórdia.
Neste dia, viemos proclamar o fim dos sentimentos mesquinhos e das falsas promessas, das recriminações e dos dogmas desgastados que por tanto tempo estrangularam nossa política.
Ainda somos uma nação jovem, mas, nas palavras da escritura, chegou o tempo de pôr de lado as coisas infantis. Chegou o tempo de reafirmar nosso espírito resistente; de escolher nossa melhor história; de levar adiante esse dom precioso, essa nobre ideia, transmitida de geração em geração: a promessa dada por Deus de que todos são iguais, todos são livres e todos merecem a oportunidade de perseguir sua plena medida de felicidade.
Ao reafirmar a grandeza de nossa nação, compreendemos que a grandeza nunca é um fato consumado. Deve ser merecida. Nossa jornada nunca foi de tomar atalhos ou de nos conformar com menos. Não foi um caminho para os fracos de espírito -- para os que preferem o lazer ao trabalho, ou buscam apenas os prazeres da riqueza e da fama. Foram, sobretudo, os que assumem riscos, os que fazem coisas -- alguns célebres, mas com maior frequência homens e mulheres obscuros em seu labor, que nos levaram pelo longo e acidentado caminho rumo à prosperidade e à liberdade.
Por nós, eles empacotaram seus poucos bens terrenos e viajaram através de oceanos em busca de uma nova vida.
Por nós, eles suaram nas oficinas e colonizaram o Oeste; suportaram chicotadas cortantes e lavraram a terra dura.Por nós, eles lutaram e morreram, em lugares como Concord e Gettysburg, na Normandia e em Khe Sahn.
Incansavelmente, esses homens e mulheres lutaram, se sacrificaram e trabalharam até ralar as mãos para que pudéssemos ter uma vida melhor. Eles viam a América como algo maior que a soma de nossas ambições individuais; maior que todas as diferenças de nascimento, riqueza ou facção.
Esta é a jornada que continuamos hoje. Ainda somos a nação mais próspera e poderosa da Terra. Nossos trabalhadores não são menos produtivos do que quando esta crise começou. Nossas mentes não são menos criativas, nossos produtos e serviços não menos necessários do que foram na semana passada, no mês passado ou no ano passado. Nossa capacidade continua grande. Mas nosso tempo de repudiar mudanças, de proteger interesses limitados e de protelar decisões desagradáveis -- esse tempo certamente já passou. A partir de hoje, devemos nos reerguer, sacudir a poeira e começar novamente o trabalho de refazer a América.
Para todo lugar aonde olharmos há trabalho a ser feito. A situação da economia pede ação ousada e rápida, e vamos agir -- não apenas para criar novos empregos, mas depositar novas bases para o crescimento. Vamos construir estradas e pontes, as redes elétricas e linhas digitais que alimentam nosso comércio e nos unem. Vamos restabelecer a ciência a seu devido lugar e utilizar as maravilhas da tecnologia para melhorar a qualidade dos serviços de saúde e reduzir seus custos. Vamos domar o sol, os ventos e o solo para movimentar nossos carros e fábricas. E vamos transformar nossas escolas, colégios e universidades para suprir as demandas de uma nova era. Tudo isso nós podemos fazer. E tudo isso faremos.


Fonte:fazervaleralei.blogspot.com/ Site da educadora Zelinda Barros e colaboradores.

sábado, 24 de janeiro de 2009

artic sunrise

O Artic Sunsire Está no Brasil!

O ritmo acelerado das mudanças climáticas pede urgência: Salvar o planeta. É agora ou agora!

Para alertar a população sobre o que fazer contra o aquecimento global, o Greenpeace trouxe para o Brasil, em janeiro, uma expedição com o barco Arctic Sunrise, um de seus principais instrumentos de ação.

O barco já esteve em Manaus, nesta semana estará em Belém (durante o Fórum Social Mundial), depois segue para Fortaleza, Recife, Salvador, Rio de Janeiro e Santos.

Se ele for na sua cidade, dá um pulinho lá pra conhecer.

Faça a sua parte, sempre.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

arnaldo antunes

Adoro o Arnaldo.

Sua irreverência faz prosas e poesias lindas, acho genial a sua sacação do mundo.

Aqui ele é entrevistado pelo Tony Belloto no programa Afinando a Língua do Canal Futura.

....

(imagem Marc Chagall)

O mundo está cheio de más intenções.
Eu não tenho nenhuma.
Nem boas, nem más.

Ando num mundo sem intenções.

Alheia.

De olhos fechados vou apalpando paredes imaginárias em busca da saída.

"Hay que inventar el hombre otra vez..."

ainda sobre sexo

O sexo é uma criação simbólica estabelecida nas sociedades desde os primórdios do tempo...
Sexo é bom.
Mas não é tudo.
Concordo com quem disse que é uma ditadura achar que sexo é a melhor coisa da vida.

Amor e sexo são frutas de árvore diferentes, se batidas juntas são imbatíveis, mas e se a fórmula desse shake nunca bater nas suas mãos?Como é que fica a situação?

Ai sei lá, não quero filosofar sobre isso. As vezes, sexo é bom pra cacete com a pessoa certa, as veze com a pessoa errada é melhor ainda.

Sexo é bom. Sexo é ruim. Sexo faz bem. Sexo faz mal.

A critério de cada um.

Se existem pessoas que resistem a um casamento sem um idílio sexual? Deve existir, sei lá...Eu conheço um monte....

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

sem sexo




Eu quero porque quero saber:


_Você aceitaria permanecer em um relacionamento sem sexo?

Respondam-me.

obama fecha guantanamo

Acabei de ler no Windows live que Obama assina decreto pra fechar Guantanamo dentro de um ano, além de determinar a revisão dos tribunais militares suspeitos de terrorismo e o exame dos métodos extremos de interrogatório de prisioneiros.

Atentem-se:

"O novo presidente americano também criou uma força-tarefa que terá 30 dias para determinar centros de detenção para onde os prisioneiros que se encontram em Guantánamo poderão ser transferidos e estabelecer um código de conduta para o tratamento de detidos.

Obama também exigiu que todos os representantes dos Estados Unidos respeitem as regras de interrogatório estabelecidas no manual do Exército americano.

O manual explicitamente proíbe o uso de ameaças, coerção física e a técnica de simular o afogamento de pessoas, considerada uma forma de tortura por ativistas de direitos humanos.

Acredita-se que 245 homens estejam detidos na prisão da base de Guantánamo, a maior parte dos quais presos há anos sem terem sido formalmente acusados de quaisquer crimes.

"A mensagem que estamos enviando ao mundo é de que os Estados Unidos pretendem dar continuidade à atual luta contra a violência e o terrorismo, e que nós o faremos de forma vigilante e efetiva, e o faremos de uma forma que é condizente com nossos valores e ideais", disse Obama, ao assinar as medidas no Salão Oval da Casa Branca."

Fonte: Bruno Garcez by Windows live Hoje

Eu não disse? eu não falei? Esse homem é tudo de bom....

...

Tenho que tomar cuidado para não virar uma comentadora de BBB, mas tá difícil,
pero, vou me conter......

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

dia nacional contra a intolerância religiosa


Esse é o dia.

Salve todos os deuses, santos e santas e os orixás!!!

o dia seguinte

Ontem tudo deu certo: Posse e votação.

Tinha feito mil planos para ver a toda a posse do Obama, deitadinha na minha cama, tomando uma coca gelada e suspirando sem parar.

Mas eis que o destino interferiu e acabei fazendo mil coisas e terminei almoçando um sarapatel na Feira de S.Cristovão.

Quando cheguei em casa, já tinha acabado tudo, e super cansada dormi com as galinhas sem ver os jornais da noite.

Suspiros.

Hoje, recorri à internet, e aos vários jornais matutinos. Fiquei satisfeita com o que vi.Que beleza de festa! Que beleza de Obama! Suspiros...suspiros....

Alhos por bugalhos:

Que chuva é essa?De onde sai tanta água?

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

sebastiao


Salve Salve Glorioso S. Sebastião, padroeiro do meu Rio, rogai por todos nós!!!!

mix...max....


Ontem vi o primeiro capitulo de Caminhos da Indias.Se vou ver até o fim? não sei...O futuro a deus pertence.

Ai mas que me deu uma vontade louca de conhecer o país, isso deu.

Algumas coisas lindas: O olhar da Juliana Paes, o Márcio Garcia, os costumes de beijar os pés dos mais velhos em reverência aos caminhos percorridos, as roupas, o colorido,as explicações dadas dos costumes e valores pelos personagens do Lima e do Tony Ramos,o altar de Ganesha...

Algumas coisas mais ou menos: Tem muito Personagem né?

Coisa pra lá de Marrakesh: Vera Fischer.


Tá chegando a hora...Daqui a alguma horas Obama assume. Vou colar no Glob news, na CNN, pra poder ver tudinho, tudinho da festa da posse. Perdi horas vendo a do Lula, vou ganhar muito vendo a do tudo de bom, Obama.Pelo menos meus olhos vão.( não nego, sou fanzoca do Obama gente!)

Continuem votando.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

max no paredão


Como diz a Marina W, dêem um desconto vai, eu também já sofri muito na vida, mereço uma diversão, por isso galera do Rio vamos votar em massa no Max pra ele ficar na casa do BBB, porque depois da trairagem do Sr.Noberto, vulgo varejera de padaria cujo ciúme patético da Fran o fez trair o grupo que o elegeu para líder, o Max merece ficar na casa.

Aliás o grupo B é massa, animado, engraçado, menos o Mosca.

E também só por causa do preconceito do mosca com relação a Pri, chamando a garota de PREFERENCIA NACIONAL de maneira pejorativa e desrespeitosa, ela merece ficar.

O Max é tudo de bom!!! Gosto demais dele.Principalmente depois de descobrir que o pai dele é de uma religião que acredita que os fiéis são um povo escolhido que vem das estrelas.

Achei lindo isso.Eu gosto de coisas assim, diferentes, fora do padrões normais.

Outra coisa: A Mirla falou que ia fazer um brigadeiro bem pretão, a Naiá respondeu que não ia comer porque tinha preconceito.

Como assim?

E o que é esse roupão vermelho de bolonas pretas? Adorei!!! Tudo de bom.

domingo, 18 de janeiro de 2009

bbb9

Gente, que é isso no BBB?

Eu não tenho PayPerview, então o que faço? Acompanho a versão global, os 20 min da multishow, leio o site da Susan "De Cara pra Lua" e visito o site oficial. Ufa!

Tenho psicose por dar uma espiadinha.

E tanta overdose de BBB pra tentar entender o que está acontecendo naquele mundo lá de dentro.

O que é o Norberto gente? Se eu estivesse lá sofrendo o assédio daquele senhor, eu estaria gritando.

É claro que quem vai pro BBB está disposto a tudo por um milhão reais e pela exposição exacerbada. Mas tem coisa que não dá.

Que foi aquilo do Norberto atrás da Francine uma noite dessas?

E como ela pode deixar o velho apalpar os seus seios daquela maneira?

Não tem nada de preconceito quanto a idade do Norberto, não sou moralista e ponto.

O que eu via ali era um homem apalpando uma mulher que não sabia dizer não, porque ao que me parece minutos antes ela falava com o Max que não queria dormir com o vovô.

E o pior: Além da Francine ter deixado a futucação, a filha dele aprovou a ação do pai e a mulher do sujeito prefere não comentar e esperar pra ver qual é.(?????)

O que virou o ser humano? O quê?

Essa cena serviu pra eu falar pra Juju, que a mulher tem que aprender a dizer não.Se não estamos gostando de algo que estão fazendo com nosso corpo, um assédio, é preciso dizer: Tira mão daí seu FDP!

Que se ferre um milhão, que se ferre uma indicação para o paredão( já que o véio é o líder), que se ferre tudo!

Tenho certeza que se a Francine se posiciona, caso ela não estivesse gostando, e fosse indicada por Norberto, duvideodó que o público ia tirá-la.

Mas não adianta nada mesmo. As pessoas que estão lá dentro, estão mesmo pessoas dispostas a tudo, vide o horror que é a tal casa de vidro.

Se fosse eu pirava.

sábado, 17 de janeiro de 2009

o fim da era bush



Eu não sou nenhuma especialista em política internacional, sou apenas uma cidadã que vivo neste mundo e não posso deixar de me expressar nesse momento histórico.

A era Bush chega ao fim, e com ela uma época difícil de entender.

Uma época onde o terror e o preconceito generalizados falaram mais alto, uma época em que um menino mimado e falastrão do Texas, disfarçado de homem mais importante do mundo tirou as coisas do seu devido lugar, mudou o foco do mundo, e não sei realmente se algum dia, as coisas vão voltar para o seu lugar.

O mundo é um lugar de preconceitos arraigados. Devido ao individualismo reinante,onde o outro é território desconhecido, é muito fácil cristalizar valores não justos e preconceituosos.

Hoje, no mundo, as pessoas tendem a olhar para o povo árabe ou de religião muçulmana, imaginando que horas a bomba vai explodir.Julgam-os inimigos em potencial causando constrangimentos,sofrimento e dor desnecessárias.

O mundo mudou na era Bush. Pra pior.

Desde o fim das interferências da ONU em países em situações de Guerra até a proibição nos aeroportos de você levar uma simples garrafinha de água na sua bagagem de mão.

Por mais que as coisas estejam do avesso, e que para alguns, a ONU tenha um papel controverso nas negociações de paz, não podemos negar sua importância na questão de assegurar ou pelo menos denunciar o abuso dos direitos humanos internacionais.

Até o meu filho mais velho depois de uma aula de História sobre a Segunda Guerra Mundial reconhece que é preciso reconstruir o papel da ONU no mundo.

Aliás,o que esse homem ferrou com a cabeça dos meus filhos, vocês não tem noção. A caçada desenfreada a Saddam, a invasão do Iraque, a primeira guerra deles televisionada, e a minha dificuldade politicamente materna de explicar o certo num mundo perigosamente duvidoso, foi uma das minhas experiências mais terríveis da minha vida.

O que minhas crianças sentiram de medo, o que eu senti de medo e acho que todos nós sentimos, é uma paranóia que não tem preço.

Com isso, os EUA da era Bush se tornou um país ainda mais fechado e centrado em si mesmo; com um governo que não fez esforços mínimos em buscar ações coletivas que visassem construir uma sociedade diferente.

Tudo bem, ninguém acreditava nisso mesmo,nem eu, na verdade, mas era preciso ao menos tentar.Ao invés disso optou-se pela opressão, pelo medo, pela guerra para se impor como o país mais poderoso do mundo.

Todo mundo já sabia, precisava disso não.

No seu último discurso ontem covardemente, Bush deixa plantada a semente do terror.
Um discurso na minha opinião terrorista, de medo, imantando pelo discuso da guerra, da diferença, do preconceito,e do pior de tudo: Do " fizemos o que foi preciso fazer, fizemos a nossa parte e não há nenhum problema nisso."

Enquanto isso, milhares de famílias afegãs e iraquianas ainda choram a morte de suas tantas crianças, mulheres e homens de bem.E Bush e seus comparsas se retiram da vida pública sem serem julgados judicialmente pelos seus crimes hediondos.

Até mesmo Saddam com todo seu despotismo megalomaníaco,merecia um julgamento justo e imparcial.Porque nunca ficou provado a existência das tais armas químicas no Iraque e nem nenhuma ligação com Bin Laden e a explosão do World Trade Center.

Se o EUA invadisse cada país com um déspota no poder, o que não seria do mundo? Africa e Américas estão aí e não me deixam mentir.

Triste.

O pior governo do mundo acaba e pode ser resumido na indignada sapatada de Al Zaidi.

Faço minhas, as suas palavras: "Este é o seu beijo de adeus,cachorro!

Um governo que já vai tarde.

Que venha Obama, com toda sua gama de boas expectativas e de esperança.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

dos assuntos desimportantes

( Marc Chagall)




Apreciava o vai e vem das formigas quando descobri escandalizada que o presidente não lê os jornais da manhã porque piora sua azia quando lê noticia ruim....

Se ele tem azia,imagina a gente?

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

a favorita

Ah tá bom... se eu perder a mania de ver só o final das novelas, eu não vou ser eu...É sempre assim.

Quando eu era pequena via todas as novelas possíveis.

Assistia Uma rosa com amor que passava de manhã antes, depois ou dentro da TV Mulher,( não me lembro gente, já faz muito tempo) via Vale a pena ver de novo( A gata comeu eu vi todas as vezes que reprisou, A-Do-Ro!) assistia a novela das seis, das sete e das oito.

Mas depois que fiz faculdade à noite fui perdendo o hábito de ver novela e nunca mais recuperei.

Adquiri outro vício:Acompanhar as novelas pelos jornais, e quando elas chegam ao final, quando a mídia fervilha com o suspense dos últimos capítulos, fico igual essas pessoas viciadas. Só saio de casa depois da novela.

Mas isso gera alguns problemas:

Por isso me expliquem por favor: O que o Vanderlei fez com a.. , com a... qual é mesmo o nome da personagem, da Liliam Cabral( ótima como sempre)?

Porque eu vi a cena do jantar cujo prato principal era ela mesma (há, dava tudo por um jantarzinho desse!), e eu apostava tudo naquele casal, achei que tava tudo bem, e ontem li que a... a.... personagem da Liliam Cabral está desiludida com Vanderlei e a reportagem dava a entender que ela ia acabar com a Paula Bulamarqui...

Não entendi nada.... o que aconteceu naquela noite fatídica?Eles pareciam tão...tão... envolvidos...

Outra coisa: A tal da Irene é do bem ou é do mal?

Gente, me contem peloamordedeus!

sábado, 10 de janeiro de 2009

Estado de sêmen
é sonhar sua língua úmida
perdida dentro de mim...

gaza again


O horror é a capacidade humana de se ter passado por uma situação de horror e julgar isto inadmissível para si e possível para os outros...

Esse mundo de horrores, esse mundo onde as pessoas que sofreram são insensíveis ao sofrimento alheio é incompreensível para mim.

Compreendo menos ainda as pessoas que assistem a tudo calados, num silêncio cúmplice, como se todos fossemos devedores de algo.

As pessoas são diferentes mesmo, e aí é que reside a beleza do ser humano.As pessoas tem direito a uma pátria, a uma bandeira, a um governo.

As pessoas tem o direito a sua cultura, a sua religião, a sua linguagem.

Não sou contra ninguém, não sou contra os judeus, mas não posso ser imparcial.Sou humana, mãe, uma mulher que luta todos os dias pela liberdade de expressão, pelo direito de todos e principalmente das crianças.

A morte de crianças palestinas ou não é INACEITÁVEL.

Crianças são universais!

Precisamos mantê-las vivas para que cresçam e possam mudar o mundo.

Meu coração não se conforma com a guerra, com a fome, com a violência contra idosos e contra o desperdício de vidas humanas, meu coração não se conforma que nesse momento uma mãe palestina esteja chorando a morte de seu filho.

Os inocentes estão morrendo em Gaza.As crianças são as principais vítimas, o principal alvo! Estão sendo mortas, exterminadas!

E eu como poeta e escritora infantil deixo aqui meu desagravo. Não sou nenhum Saramago, que tem a força do nome e podia chamar atenção para o fato, mas eu sou eu mesmo, e falo aquilo que acredito.

Se eu pudesse ser um gigante e ir derrubando as fronteiras e resgatando cada uma das crianças da Faixa de Gaza, eu as levaria para um lugar seguro onde pudessem estar em paz, lendo um livro e brincando.

Aí sim, eu poderia continuar escrevendo sobre meninas que perdem o juízo e saem distribuindo amor por aí e meninos que querem chorar estrelas.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

faça seu mangá

O site é em italiano, mas é facílimo de usar.

Eu também fiz o meu mangavatar.Não ficou muuuito parecido não, mas por vias das dúvidas, posso dizer que sou eu vinte anos atrás!



Divirtam-se!!www.faceyourmanga.it/homepage.php?lang=ita

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

nova regra ortográfica

Sei não... passei o dia lendo as novas regras ortográficas que os amigos me enviam por e-mail, crentes que estão me ajudando de alguma maneira...

Meu filho ontem cismou que linguiça, não é mais linguiça é liguiça háhaáhaá

Trema... trema....eu sempre te usei, mesmo quando ninguém te usava...

E agora o que vai ser da minha vida? Vou fazer igual D. Neli, minha mãe que até hoje fala vinte cruzeiros ao invés de vinte reais.

Eu não quero nem saber, vou continuar escrevendo como sempre escrevi e como diz o presidente, que tudo mais sifu...(háháhá...)

Também tem uma outra opção: Arrumar um namorado revisor de texto, ou então um professor de português, ou então quem sabe um português....

Gaza quer Paz

Recebi esse emai-l no maillist da AEILJ( Associação dos Escritores e Ilustradores de literatura Infanto Juvenil) achei importante e compartilho.

"Caros amigos,

O derramamento de sangue em Gaza está escalando – o número de mortos já chegou a 600 pessoas sendo quase metade civis, entre eles mais de 100 crianças. Os tanques, aviões e artilharia Israelense estão bombardeando áreas densamente povoadas, incluindo escolas da ONU. Milhares estão feridos e 1.5 milhões de civis aterrorizados não têm para onde escapar mantidos como prisioneiros dentro de fronteiras fechadas. Enquanto isso o Hamas continua e lutar e lançar foguetes contra o sul de Israel, 11 israelenses foram mortos incluindo por “fogo amigo”.

O nosso chamado global por um cessar−fogo começou a ressoar alto e claro, ganhando o apoio de líderes da Europa, Oriente Médio e além, definindo assim os termos para um acordo. Porém Israel continua a rejeitar uma trégua e o Presidente dos EUA, George Bush, está barrando um cessar−fogo negociado na ONU pressionando por uma alternativa que pretende legitimar o isolamento sufocante de Israel em Gaza.

Precisamos dizer: BASTA. Não podemos deixar os EUA e companhia bloquear um cessar−fogo justo e negociado. 250.000 pessoas assinaram a petição pelo cessar−fogo, vamos mostrar que podemos conseguir meio milhão. Esta petição, com o número de assinaturas, será publicada num anúncio forte no Washington Post direcionado aos líderes americanos e será também entregue em reuniões com os membros do Conselho de Segurança da ONU. Clique no link abaixo para ver o anúncio, assinar a petição e encaminhar esta mensagem para todos os seus amigos e familiares:

http://www.avaaz.org/po/gaza_time_for_peace/

Nossos esforços podem realmente fazer a diferença – o próprio Ministro das Relações Externas de Israel admitiu que se a pressão internacional for forte o suficiente, ela pode garantir um cessar−fogo. Enquanto a comunidade internacional continua a debater demoradamente, mais civis morrem todos os dias. Os oficiais da ONU em Gaza dizem: “Não há lugar seguro em Gaza. Todos aqui estão aterrorizados e traumatizados”. Ao bloquear a resolução da ONU, o Bush pretende excluir o Hamas de qualquer acordo de cessar−fogo dando carta branca para Israel continuar com a violência. Por isso estamos direcionando o nosso apelo ao novo Presidente Obama e o Congresso Americano, assim como a União Européia e outros líderes internacionais. Só assim conseguiremos uma resolução justa e estável.

Para ser duradouro, um cessar−fogo deve proteger os civis e parar os ataques a ambos os lados – tanto o bombardeio e incursão israelense quanto os foguetes palestinos lançados ao sul de Israel. Uma supervisão internacional é crucialmente necessária para que a fronteira de Gaza possa ser reaberta deixando entrar alimentos, combustíveis, medicamentos e outros produtos, e impedindo a entrada de armamentos ilegais que só tem aumentado desde que as fronteiras foram bloqueadas. A supervisão internacional também é essencial para monitorar e garantir o cessar−fogo em ambos os lados.

O Hamas, que ganhou as eleições em 2006 e agora governa Gaza, diz que irá concordar com o cessar−fogo. Eles devem cumprir sua promessa assim como Israel. Não há uma solução militar para a situação, em nenhum dos lados. Chegou a hora dos poderes globais intervirem dando avanço a um acordo justo para proteger civis em ambos os lados para que eles possam viver suas vidas com paz e segurança. Assine a petição agora no link abaixo, se você já assinou, envie esta mensagem para todos que você conhece – ela será publicada no Washington Post e outros meios, e será entregue em reuniões pessoais com a equipe do Obama, o Conselho de Segurança da ONU e lideranças européias:

http://www.avaaz.org/po/gaza_time_for_peace/

Com esperança e determinação,

With hope and determination,

Paul, Graziela, Ricken, Pascal, Luis, Alice, Brett, Ben, Iain, Paula, Veronique, Milena e o resto da equipe da Avaaz"

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

maysa, meu mundo caiu no japão


Esse video é um achado.

O enredo é o seguinte:

Maysa está se apresentando na Tv japonesa.Depois das saudações iniciais, ela se coloca como a a primeira artista brasileira a se apresentar no Japão.

Mas por coincidência está sendo exibido o filme brasileiro "Orfeu Negro"que tem cenas de carnaval, e todos estão ansiosos para saber se o carnaval do Rio é aquilo mesmo!

Quer dizer,Maysa sofre o tipo de discurso que todo brasileiro sofre quando viaja para o exterior: É confundida com uma sambista!!!

Voltando ao vídeo.

Depois que o tradutor fala que os expectadores estão todos ansiosos para ouvir sua música por causa do filme e lhe pede uma pequena biografia de sua carreira musical.

E o tradutor insiste. Quer saber se o carnaval no Rio é aquilo mesmo.

Constrangida ela responde:...Como quem vai cantar sou hoje... existe um pequeno esclarecimento... O samba, o carnaval no Rio realmente é aquilo, mas o tipo de samba que eu canto não tem nada com ver com carnaval...

E ataca de Meu Mundo Caiu.

Achei que ela cantou muito tensa, muito estática. mas D. Neli, minha mãe, que está vendo o seriado e foi chamada a opinar neste vídeo falou que antigamente era assim mesmo. O artista cantava parado. Não se mexia não

Mas pra mim, Maysa tava louca pra sair correndo dali e tomar um uisquinho.

curumim 4

(Dê um click em cima que você lê tudo timtim por timtim)


Esta é capa da coletânea Curumim 4 que tem um texto infantil meu chamado " O amor de Pigmaleão". São recontos de contos universais que vão ser lançados este ano pela Abrace Editora.

A capa não tá linda? Fiz a primeira prova de correção hoje.

Esse é o primeiro livro que vou lançar este ano.

Tô batalhando agora pelo livro de poesia, pelo infantil e mais um infantil on line...

Vão torcendo galera..

domingo, 4 de janeiro de 2009

quinta da boa vista e mestre azulão


(laguinho da Quinta)

Passei esse domingo na Quinta da Boa Vista....

Andei de pedalinho, fui no museu e batemos perna para lá e para cá.


(Nicolina, 1910)

Eu e Bi encalhamos no Pedalinho e fomos salvos por dois passantes na beira do lago. Mico total.

Depois fomos ao Museu Nacional, vimos todo o acervo de novo.(e sempre, e sempre...)
Eu não sei porque mas adoro aquele museu.

Adoro a brisa fresca que sai das janelas laterais do jardim interno.


(janela lateral)

Adoro brincar de descer as escadas como se estivesse indo para um baile real.

Eu sinto que aquelas paredes querem me dizer algo.

Pois como eu disse para o Bibo hoje na sala do Trono:

-Essas paredes ouviram tantas coisas, que não fazemos nem idéia,mas elas escutaram , é uma pena que parede não fala....

Depois fomos na Feira de S. Cristovão comer carne de sol e ouvir um forró.

Lá encontrei o cidadão do mundo Mestre Azulão, poeta do cordel.

Tem 318 livros publicados, viajou pra Nova York, Paris, Portugal divulgando a arte do cordel.É um dos mais importantes cordelistas vivos do Rio de Janeiro.

Tem sua poesia de cordel no mural da ONU em Nova York e o Presidente Lula numa visita à feira, garantiu que até o final do ano vai colocar no prédio do Planalto uma poesia que ele fez para JK.


(Poeta Azulão & Poeta Fafi)

Sabem onde esse homem mora? Em Japeri, município que por coincidência, eu trabalho.
Não tem sequer o nome de uma rua em sua homenagem.

Estou iniciando agora uma campanha para o Centro Cultural de Japeri ter a honra de receber o nome de Mestre AZULÃO.

E moverei céus e terras para fazer uma cordelteca na biblioteca municipal de lá.


(O ganhão pão do poeta)

O Mestre tem um folclore em torno de si, de ser um artista de difícil trato,extremamente mal humorado e super sincero, mas os anos passam, e o que vi, foi um artista sensibilizado por não ter o reconhecimento na terra que escolheu para viver.

Tenho certeza que o Prefeito Timor é sensível e antenado e vai se sensibilizar com essa questão, que não tem nada de politico, é puramente um movimento artístico, a favor da ARTE POPULAR, e eu como poeta não poderia deixar esse assunto passar em branco.

Bem, domingueira total. Agora só me resta curtir o Fantástico e ver qual o modelito que a Patricia Poeta vai vestir hoje.


Alhos por Bugalhos:

Li na coluna do Ancelmo Goes que o Chanceler de Israel rejeita a idéia de "crise humanitária" em Gaza.
É horrível que o discurso da vitimização que os judeus carregam por todos esses anos continuem justificando o que fazem com vítimas inocentes( 80 crianças mortas).
Não sou a favor do Hesbollah e muito menos do Hamas.
Ninguém lhes tira o direito de suas dores,mas por conta disso achar que podem fazer o que querem, é algo que não entendo.
De uma insensibilidade de fazer doer.

Morreram os filhos do John Travolta e da Mia Farrow.Imagino a dor.É horrível enterrar um filho. Eu sei porque já enterrei uma.

Preocupadíssima com a nova regra ortográfica. Se fosse em outros tempos, acho que não ia nem dormir, mas isso era em outros tempos, pois agora estou preocupadíssima se vou agüentar( bye bye trema) ficar acordada pra ver Maysa.

Amanhã posto algo sobre ela. E mais fotos.

sábado, 3 de janeiro de 2009

help!!!wordpress e como fazer ?

Se já não bastasse uma montanha de blogs pra administrar, fui inventar de fazer mais um só que dessa vez no wordpress.
Me falaram maravilhas do tal, e lá fui eu... de maria vai com as outras.
Não sei porque já conheço bem o blogger, ou se sou ignorante digital mesmo,mas não consigo fazer nada direito, sequer postar uma imagem do ladinho alí, acho que nome é sidebar ou blogroll, sei lá...
Se alguém souber me ajude, please.

O Ailton Bolquett, amigo bloqueiro lá do Cadiquinho de Cada, me mandou um email querendo linkar um post específico aqui do Diario lá no blog dele. Mas eu não sei fazer esse barato.

Você sabe, ou conhece alguém que sabe?

Se alguém souber me ajude, please (2, a missão)

Pidona né?

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

o espantalho e o passarinho

O espantalho acordou assustado com o passarinho que pousou levemente em seu braço.

-Será que o você pode me emprestar o seu chapéu?- perguntou o passarinho.

- E como vou apanhar a chuva que cai toda tarde pra molhar as violetas?- respondeu o espantalho.

O passarinho então voou, e partiu para longe dali.

Não seria justamente ele a impedir o vai e vem da natureza.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

quizz de ano novo



Uma brincadeirinha pra gente. 2009, ano novo,vamos testar nossa a memória, e ver se ela é memória de elefante ou memória de 0,1 bytes.

Publicado por Nova Cultural em Dicas

O ano de 2008 pode estar acabando e a correria de final de ano deixa todo mundo quase doido. Trabalho, festas, presentes, férias… Nossa memória se cansa com tudo isso. Entretanto, não podemos esquecer de cuidar dela, pois a usaremos pelo resto de nossas vidas. Assim, preparamos um teste para você avaliar como anda sua memória. Concentre-se, seja verdadeira e divirta-se!!!

Para indicar a freqüência dos fatos, utilizaremos as siglas R=raramente, AV=às vezes, CF=com freqüência e S=sempre.

Você se esquece de…

( ) encontros marcados
( ) pagar as prestações nas datas certas
( ) onde deixa suas coisas
( ) dar recados
( ) tarefas assumidas há muito tempo
( ) apagar a chama do fogão
( ) aniversários de parentes
( ) nomes de pessoas conhecidas ou famosas
( ) nomes de ruas
( ) acontecimentos recentes, como o que comeu no café da manhã
( ) onde guardou os óculos ou carteira

Você…

( ) chega a algum lugar e não sabe o que deve fazer
( ) vai ao supermercado e não sabe o que comprar
( ) conta uma história ou piada que já contou
( ) tem a palavra na ponta da língua, mas não é capaz de lembrar-se dela
( ) interrompe o que dizia e pergunta: “O que eu estava falando mesmo?”
( ) esquece detalhes importantes tornando confusa sua narrativa

Você tem dificuldade para…

( ) aprender coisas novas, como as regras de um jogo ou as instruções de uso de novos aparelhos eletrônicos
( ) encontrar o caminho para ir a lugares conhecidos
( ) mudar caminhos habituais quando há desvios
( ) retomar o que estava fazendo antes de ser interrompido
( ) planejar os afazeres do dia, deixando tempo suficiente para tudo
( ) entender os manuais de eletrodomésticos

Avaliação

Se você assinalou…

R (raramente) para a maioria das respostas, tudo anda bem. Esquecer uma coisa ou outra em meio a tantas tarefas não é nada grave.

AV (às vezes) para até metade das respostas, as falhas de memória sãotemporárias. Ainda não há motivo para preocupações.

CF (com freqüência) na maior parte das situações, é hora de começar a fazer exercícios para esquecer menos as coisas.

S (sempre) em pelo menos 18 respostas, é sinal de que o melhor é buscar ajuda de especialistas.