Total de visualizações de página

domingo, 4 de janeiro de 2009

quinta da boa vista e mestre azulão


(laguinho da Quinta)

Passei esse domingo na Quinta da Boa Vista....

Andei de pedalinho, fui no museu e batemos perna para lá e para cá.


(Nicolina, 1910)

Eu e Bi encalhamos no Pedalinho e fomos salvos por dois passantes na beira do lago. Mico total.

Depois fomos ao Museu Nacional, vimos todo o acervo de novo.(e sempre, e sempre...)
Eu não sei porque mas adoro aquele museu.

Adoro a brisa fresca que sai das janelas laterais do jardim interno.


(janela lateral)

Adoro brincar de descer as escadas como se estivesse indo para um baile real.

Eu sinto que aquelas paredes querem me dizer algo.

Pois como eu disse para o Bibo hoje na sala do Trono:

-Essas paredes ouviram tantas coisas, que não fazemos nem idéia,mas elas escutaram , é uma pena que parede não fala....

Depois fomos na Feira de S. Cristovão comer carne de sol e ouvir um forró.

Lá encontrei o cidadão do mundo Mestre Azulão, poeta do cordel.

Tem 318 livros publicados, viajou pra Nova York, Paris, Portugal divulgando a arte do cordel.É um dos mais importantes cordelistas vivos do Rio de Janeiro.

Tem sua poesia de cordel no mural da ONU em Nova York e o Presidente Lula numa visita à feira, garantiu que até o final do ano vai colocar no prédio do Planalto uma poesia que ele fez para JK.


(Poeta Azulão & Poeta Fafi)

Sabem onde esse homem mora? Em Japeri, município que por coincidência, eu trabalho.
Não tem sequer o nome de uma rua em sua homenagem.

Estou iniciando agora uma campanha para o Centro Cultural de Japeri ter a honra de receber o nome de Mestre AZULÃO.

E moverei céus e terras para fazer uma cordelteca na biblioteca municipal de lá.


(O ganhão pão do poeta)

O Mestre tem um folclore em torno de si, de ser um artista de difícil trato,extremamente mal humorado e super sincero, mas os anos passam, e o que vi, foi um artista sensibilizado por não ter o reconhecimento na terra que escolheu para viver.

Tenho certeza que o Prefeito Timor é sensível e antenado e vai se sensibilizar com essa questão, que não tem nada de politico, é puramente um movimento artístico, a favor da ARTE POPULAR, e eu como poeta não poderia deixar esse assunto passar em branco.

Bem, domingueira total. Agora só me resta curtir o Fantástico e ver qual o modelito que a Patricia Poeta vai vestir hoje.


Alhos por Bugalhos:

Li na coluna do Ancelmo Goes que o Chanceler de Israel rejeita a idéia de "crise humanitária" em Gaza.
É horrível que o discurso da vitimização que os judeus carregam por todos esses anos continuem justificando o que fazem com vítimas inocentes( 80 crianças mortas).
Não sou a favor do Hesbollah e muito menos do Hamas.
Ninguém lhes tira o direito de suas dores,mas por conta disso achar que podem fazer o que querem, é algo que não entendo.
De uma insensibilidade de fazer doer.

Morreram os filhos do John Travolta e da Mia Farrow.Imagino a dor.É horrível enterrar um filho. Eu sei porque já enterrei uma.

Preocupadíssima com a nova regra ortográfica. Se fosse em outros tempos, acho que não ia nem dormir, mas isso era em outros tempos, pois agora estou preocupadíssima se vou agüentar( bye bye trema) ficar acordada pra ver Maysa.

Amanhã posto algo sobre ela. E mais fotos.