Total de visualizações de página

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

 Exatamente há um ano atrás, eu fui á padaria comprar pão e no meio do meu caminho havia dois presentes de aniversário: O Loki e a Sofia.
Dois gatinhos de rua. Vagabundos. Sem Estirpe. Sem lenço e sem documento.Mas a melhor coisa que aconteceu nas nossas vidas no último ano...
Compertilhei com vocês  a  alegria de tê-los ao nosso lado...

Ontem pela manhã,  trezentos e sessenta e sete dias depois do nosso encontro, Loki me chama. 
Um grito agoniado... Um urro da  garganta. Estranho 
Eu não entendo de gatês, mas sabia que havia algo errado ali: Iniciamos uma investigação. 
Alguns momentos depois, o achamos morto embaixo da minha cama. Lugar preferido. Fresquinho do ar condicionado. Seu 
lugar de reizinho numa casa onde era reverenciado e amado profundamente.
Com certeza algum vizinho colocou veneno de rato e meu amado se foi. Meu neném.

Para todo sempre. Salve Loki!!!!!