Total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de novembro de 2011


Quando eu sair por aquela porta, moço
não tente me fazer voltar atrás.
O tempo é mistério que ninguém entende
nem  esforço e nem filosofias conseguem explicá-lo

Mas não vou esperar o tempo
não sou moça paciente

Tudo o que eu tinha que ver, eu ja vi.  

Tomasse cuidado com suas palavras
soubesse cuidar do seu segredo

Eu nunca pedi um príncipe
e nunca fingir ser uma princesa.

Sou uma mulher de carne, osso
feita de armadilhas e atalhos
armadura e feitiços que vou descobrindo aos poucos....

Quando eu sair por aquela porta, moço
Eu não vou olhar pra trás.