Total de visualizações de página

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014



Final do ano sempre o mesmo blá blá blá

Dizem que é o  tempo da esperança, do amor e do perdão....
Onde essa gente encontra verdade nessas fabricações de verdades?
Tempo de esperança é sempre, tempo do amor é sempre , tempo do perdão, é sempre.
Sempre que necessário.
Sempre que preciso.
E sempre que descer goela abaixo.
A esperança nem sempre rola. Os dias de baixo astral são muitos, e são bons. O que não mata, fortalece.
O amor, pode virar desamor, ódio, ou sei lá mais o quê, depende do freguês.
O perdão... bem o perdão.. tem que fazer muita oração e muita penitência.
Não é fácil perdoar.
Tem que ter auto estima forte, pensamento firme e aptidão para levar a vida na mariola.
Tem que ter fígado, estômago, e dependendo do ocorrido e da pessoa envolvida na questão, perdoar, significa nunca mais olhar para a cara do dito(a)  cujo(a).
Simples assim.  
Portanto,  não me venham com mais dos mesmos.
O que eu quero mesmo é comer rabanada....