Total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Hotel Ruanda


Depois de um longo e tenebroso inverno, estou de volta.

Ontem vi Hotel Ruanda.

Não consegui parar de chorar depois que o filme acabou.

A insanidade humana, o preconceito acerca de um povo é de uma crueldade sem limites.

Mas ainda bem que existem pessoas com o Paul, protagonista real do filme.

Pessoas que se colacam acima de questões étnicas raciais, sociais, econômicas e optam pela vida, pelo humano.

Um espetáculo de filme!Primoroso e arrebatador.

E o Renan hein? Não quer largar o o osso. Deprimente!vergonhoso!