Total de visualizações de página

terça-feira, 25 de maio de 2010

indios e o principio da liberdade....

 Eu e Thiaguinho da Aldeia Davi 

Mais uma vez converso com pessoas que pensam que  os indios são  seres inferiores a "nós", os bramcos letrados e civilizados.
Mas uma vez me ponho na minha posição, que não é baseada em nenhum teórico, em nenhuma escola filosófica ou antropológica, que é a mais simples possível, que é o repeito ao principio da liberdade.

O indio, como pessoa humana, detentora de seu juízo moral, sabedor das suas necessidades, portador da sua  bagagem cultural e líiguagem, homens e mulheres ancestrais, porém contemporâneos a nós, devem  ter a liberdade de escolher aquilo que querem para as suas vidas.

Eu sei que não é fácil falar da problemática  de indios no Brasil e sei mais ainda que não é fácil ser indio no Brasil.Mas a verdade que não podemos mais esconder é de que a cidadania e a democracia  só existem com a liberdade de ação e de expressão.

O tutelamento da Funai foi importante para assegurar as garantias de direito e benefícios que são fundamentais para a sobrevivência dos povos indígenas.

Mas esse tutelamento não pode ferir a liberdade do indio, a liberdade de escolha,a liberdade de ser quem é, do jeito que quer ser, de ter os bens intelectuais, materiais e culturais que se deseje  ter.

Respeitar é encarar o outro de igual para igual, nos mesmos termos, e não diminuindo o outro. Ou não?
Existem pessoas que acreditam que os indios não pensam como "nós", que são inferiores simplesmente porque são...indios!

Sim, eles pensam diferente de nós. Graças  a Dei!
E nós devemos entender essa diferença a partir do ponto de vista do outro, ou seja do Relativismo Cultural, que  é  o princípio que prega que uma crença e/ou atividade humana individual deva ser interpretada em termos de sua própria cultura.
 
 Eu penso que  as pessoas que tem a opinião que os indios são diferentes de nós, porque são inferiores, incapazes, irresponsáveis, bêbados, espertalhões, preguiçosos, navegam nas águas turvas do Racismo. O principio do racismo é quando você acredita que existem etnias superiores e inferiores e que uma delas detém a cultura de todos os bens terrenos e sagrados.

Sagrada é a vida, são as pessoas, sagrado é o tempo que dedicamos ás coisas que realmente fazem sentido e podem ajudar  a nos fazer melhores e criar expectativas de bem para os outros.

Sagradas são as pessoas que cuidam da natureza sem as vaidades daqueles que fingem que cuidam, que fingem que estão interessados no bem comum, mas que na verdade, estão apenas interessados em  extrair bens materiais, honras, glórias e alimentar suas vaidades egocêntricas.