Total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de julho de 2007



Conversando com meu filho mais velho, resolvi que ia postar hoje só coisas boas e alegres.

E eu me lembrei de uma coisa que eu gostava pra caramba quando era pequena: pingo de leite e geléia açucarada.

Tinha doce que eu só comia na época de São Cosme e Damião.
cocô de rato( lembram-se?), doce de abóbora, suspiro, peitinho de moça...

E a maria mole? era compridinha e tão branquinha...Uma delícia!

Gente...Esses doces ainda existem?

Eu A-D-O-R-A-V-A!!!!

Minha vida de criança não era tão doce, mas quando a gente comia uma bananada ou mesmo uma bala juquinha, era uma festa!A glória.

Cocada é um doce eterno.
Principalmente a cocada preta, a minha favorita.

Hoje existem cocadas de todos os sabores: Maracujá,mamão,de doce de abóbora.

Eu não costumo gostar.

Meu paladar para cocada ainda é o mesmo do meu paladar infantil.

Abro excessão apenas para cocada branca.De coco. Molhadinha por dentro.


Eu não sei vocês mas tive dores de dentes horríveis quando era pequena, mas eu não largava o osso.Se tinha doce, mandava tudo pro beleléu e me acabava no açucar.

Hoje em dia quase não como doce. Às vezes, pra matar a vontade, como um chocolatinho básico. Mas é só.

Acho que já comi, nessa vida, a minha cota de açúcar.

Isso tudo pra esquecer que quando eu era criança acreditava que numa outra encarnação,eu ia virar formiga.