Total de visualizações de página

quarta-feira, 4 de julho de 2007

Educadores e Educadores....

Hoje o dia não foi dos melhores.

Como diria a Naninha:Estou passada a ferro.

Existem pessoas que não combinam definitivamente com a Educação.

Ficariam melhor empregadas em locais fechados, lidando consigo mesmo, como o reizinho, o vaidoso, o homem sério, o bebâdo e o geográfo, tão bem descritos por Exupéry no Pequeno Príncipe.

Tem pessoas que não combinam com a Educação.

Pois Educação é doação, alegria,puro amor...
É encontro de almas,é purificação, encontros e reencontros,trocas...

É viver e respeitar o vivido.

É também falar baixo,olhar no olho, ter paciência, tratar bem às pessoas.
Aliás, conceito de alteridade é fundamental para um educador.

Tem pessoas que acham que por ocupar cargos descartáveis são melhores do que os outros.Talvez num determinado momento da história sim.
Mas caramba! como tem trilho para esse trem!

Mas o importante minha gente, é brilho no olho do aluno, é se encontrar no que faz, é ser lembrança no amanhã de alguém.

Eu encontrei muitos educadores na minha vida.
E graças aos deuses, tornaram-se meus amigos. Educadores que como Paulo Freire e Darcy Ribeiro acreditavam sobretudo no homem.

Homem Incompleto.

Maravilhosamente incompleto.

Uns nem eram educadores formados e graduados. Mas eram tão ou mais profesores dos que lotam as salas de aula e as repartições públicas.

Salve esse meu povo batalhador, que acredita no brilho do olho, que não vê aluno como inimigo, que acredita em encontros, que sabe compartilhar, que acredita que o educador é marca positiva na vida do aluno,que gosta de ler e estudar,que ensina com afeto, que tem beijos, abraços e sorrisos pra distribuir, que não se importa em brincar e dançar com seus alunos, que brinca de amarelinha, que aposta na alegria.

Aliás, que faz da alegria o objetivo maior do seu plano de aula.
A esses, todo meu amor.

Ao resto, caixão e vela preta, sem choro nem luto.

Neste dia, que entrará para os anais da posteridade, um beijo especial para Jeane e Wagner.