Total de visualizações de página

sábado, 25 de outubro de 2008

ora direis,ouvir estrelas!




Olavo Bilac tinha razão: cientistas conseguem ouvir estrelas

Uma das mais famosas poesias da literatura brasileira, "Via-Láctea" possui 35 lindos sonetos, e alguns versos inesquecíveis, que reverberam até hoje na boca dos amantes da poesia, amantes da literatura, amantes do parnasianismo e, inevitavelmente, pretensos amantes que querem dar uma de eruditos.

Ouvir todas essas estrelas de uma vez: já pensou que barulhão?

Diz o poeta, no final do 12º soneto:

"E cheguei. E, ao chegar, disse uma estrela:
'Como és feliz! como és feliz, amigo,
Que de tão perto vais ouvi-la e vê-la!'"

E o soneto seguinte abre com uma voz descrente do verso anterior:

"'Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!' E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto..."

E não é que o poeta tinha razão?

Diz uma nota da BBC: "Cientistas gravaram o som de três estrelas semelhantes ao Sol usando o telescópio francês Corot."

Escrito por Editor do UOL Tablóide

Ouvir estrelas...Que coisa linda...A perfeição que somente poeta poderia decantar.

Quer ouvir estrelas? http://noticias.uol.com.br/bbc/reporter/2008/10/24/ult4916u137.jhtm