Total de visualizações de página

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

estou poeta


(Foto de Paulo Medeiros)


Ontem fiz poesia....
Li poesia....
suspirei poesia...

Hoje acordei poética...

e quando essa dádiva acontece me sinto tão longe disso tudo aqui:

Jornais e telhados.

Suflê de chuchu e crise internacional

Birra de filho, manha do amor.

Quero apenas me entregar sem pestanejar
aos maneirismos de poetar: sentar sozinho na solidão da pena
sofrer e gozar nos delírios da alma.

Hoje não estou humana. Estou poeta.