Total de visualizações de página

terça-feira, 21 de abril de 2009

mahmoud ahmadinejad

Hoje de manhã fiquei indignada ao ler as declarações de que alguns delegados europeus se retiraram da Conferência da ONU, contra o discurso do presidente iraniano.(impronuciavél)

Eu não vi nenhuma ofensa no que foi dito por ele.

Ofensa foi a retirada da sala, numa atitude discriminatória clarissíma.

Ofensa é a intolerância, é não saber ouvir discursos diferente dos seus,
é se contentar com axiomas cristalizados, e por isso irrefutáveis.

Quando leio essas coisas, me vem um asco imenso, porque ninguén sai da sala, quando é para falar sobre as inumeras mortes de inocentes palestinos, que estão acontecendo agora nesse exato momento em que falo com vc.

Ninguem sai da sala, para protestar sobre as mortes em Dafur,por exemplo.

Até quando Israel vai se fazer de vítima pelo seu holocausto, se nós vivenciamos um outro massacre, bem diante de nossos olhos, eu não sei.

O Terror existiu, o holocausto existiu.E é bom mesmo que seja lembrado sempre como simbolo da bestialidade humana.

Mas ao mesmo é preciso romper com esse paradigma para poder ir alem, é preciso deixar de colocar a dívida na conta dos palestinos e buscar saídas humanitárias possíveis.

Não foram eles os causadores do holocausto.

Cobranças por cobranças, a Alemanha fica logo ali.

É o que penso.