Total de visualizações de página

sábado, 27 de dezembro de 2008

arte moderna-o enigma do vazio


(vermelho e preto- Tapies)


Eu não sou critica de arte, e muito menos especialista em arte moderna,aliás não tenho repertório para opinar sobre nada a respeito do tema, mas gosto de ir ver exposições de arte.

Estava lendo o jornal desta manhã(Prosa e Verso) uma entrevista muito massa com o Affonso Romano de Sant`anna que está lançando O Enigma do Vazio- Impasses da Arte e Crítica pela Editora Rocco.

Na entrevista promocional, o autor questiona as falácias teóricas de alguns artistas modernas para endossar o nada de suas criações, o que não faz sentido,criando um tipo de arte mitificada,indescritíveis,impossíveis, ilegíveis... Horríveis!( opinião minha)

Ele diz ainda uma coisa que adorei a respeito da pichadora presa esta semana em São Paulo:Nem toda transgressão é arte, nem toda arte é transgressão."

É isso. Dito e bem dito.Ou dito e feito.

Por mais que todo artista use sua criação como forma de expressão, eu particularmente não tenho saco para celebrar o vazio.Algumas coisa,eu até gosto, mas muita coisa é cansativo, ainda mais para mim, que sou leiga em falácias teóricas, em misticas retóricas...

Trocando alhos por bugalhos, arte moderna é quando você entra num museu pra ver uma exposição e lá tem uma instalação com uma pessoa gritando e tacando ovos fritos em você.

Tem gente que vai achar isso o máximo, tenho certeza.

Mas como sou uma moça bacana, eu creio que tem gosto pra tudo neste mundo.

Mas também como não ando numa fase muito boa, prefiro freqüentar lugares, pessoas e leituras que eu possa compreender, onde a transgressão é simplesmente o compreensível, o óbvio.