Total de visualizações de página

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

atalho


Se as coisas não acontecem do jeito que tem que acontecer, o que eu posso fazer?
Vou me enfiar ralo abaixo ou vou invadir os espaços como louca desvairando pelos poros, vou magoar as pessoas, vou fazer birra igual criança?
Se as coisas não acontecem do jeito que deveriam acontecer, é porque não deveriam mesmo acontecer.
As coisas não dao certo de uma hora pra outra.
É um emaranhado de intenções.
E sacrificios.
Não pense você que basta fechar os olhos, que basta fazer força com as mãos, que basta dar a língua ao acaso que aquele soco na boca do estomâgo é suportável.
O mundo é cheio de intenções.
E se as coisas não acontecem do jeito que deveriam acontecer, tenho preguiça de pensar em caixotes, de correr para o outro lado e descobri os porquês.
Prefiro a fé e a esperança.
Neste momento pra mim, é o atalho.