Total de visualizações de página

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Ontem fui comprar um notebook com D. Nelly, senhora minha mãe.
O meu caiu no chão e a tela espatifou em mil pedaços e agora parece um desenho pós moderno, desses que  a gente não entende nada, mas  acha bonito.
Estava lá pensando se comprava  o computador à vista ou em 10 vezes sem juros, quando a vendedora interrompe meus cálculos e me    diz que  estava reparando nas minhas pernas.
- Como?
- Desde que você entrou na loja,  estou reparando em  suas pernas. São bonitas, tprneadas  e tão lisinhas... Desculpe perguntar quantos anos você tem?
- -45.
- Nossa! dava 33.
-Se mata na academia?
-Nem morta!
- Poxa vc é muito bonita! Quem dera eu tivesse umas pernas assim...
Sorrio de uma orelha a outra,  Preciso de um pouco de elogio. Vindo de outra mulher, é melhor ainda.Encolho a barriga discretamente para não decepcionar a minha fã. Afinal isso são pequenos detalhes.
- É genético. Minha mãe aqui  tem 85. veja só esta  carinha mais linda do mundo.
D. Nelly se mete na conversa.
- Você  me desculpa falar, mas as minhas pernas, são mais bonitas do que a dela. Olha só.
E levanta as saias até o meio das coxas. A vendedora arregala os olhos. E passa a mão nas coxas lisas e duras de minha mãe.
-Uau!
- Um dia desses me médico me falou:_ Meu deus mas a senhora tem a perna muito durinha, sem uma varizes..nem celulites...
 E ela respondeu.
- Ai ai ai doutor,...  pode ir tirando os olhos das minhas pernas.

Definitivamente, Eu tenho a quem puxar. É Genético.