Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de julho de 2008

joão roberto


Até quando meu deus?
até quando vamos suportar isso?
Até quando vamos conviver com essa política de estado em que a cada dia nós, os cidadãos, somos prejudicados,avacalhados, onerados, mortos?

Até quando vamos ter medo de sair de casa?
de passear com nossos filhos?

Que Estado é esse? que governo é esse? que secretário de segurança é esse?
e finalmente, e sempre, que polícia é essa?

Que policia é essa, meu deus?

A ação muito bem pensada da mãe do João, foi de proteger a sua familia.

Também fizemos isso uma vez.

Saímos para jantar,e depois de um tempo na via,percebemos que um carro cheio de homens com as cabeças e mãos para fora, vinha em alta velocidade pedindo passagem e logo atrás um carro de policia sirenando.

Policia atrás de bandido.Dedução óbvia.

Andamos um pouco e depois paramos nosso carro e demos passagem.A ambos.

Meus filhos estavam no carro. Olhos assustados. E eu só pensava:Não saio daqui enquanto eles não estiverem bem longe de nós.

Foi o que a mãe do João deve ter pensado também.

Queria os bandidos bem longe dela e dos filhos.
Mas infelizmente, eles estavam bem mais perto do que ela pensava.

Mais uma vida ceifada.

O que é para mim, é insuportável nessa história toda sãos os pedidos de desculpas das autoridades incompetentes. Desculpas não adiantam simplesmente de nada! Nada!

Sinto tanto. Pela familia do joão, pelo João.

E pelo Rio.
Rio que te quero tanto.
Rio do meu amor.