Total de visualizações de página

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

pensar como criança

O que você  queria  ser quando  era criança?
Pergunto o  que  você queria ser  criança e não quando se tornasse adulto
O que  você  pensava quando acordava de manhã?
Qual era o seu planejamento? suas atribuições?
Qual era  a sua expectativa para aquele dia?
Quando eu me lembro dos meus dias de infância, a sensação que mais me vem à  cabeça e no coração, é  o sentimento  de ação.
Ainda não era o sentimento de  liberdade como ele é posto hoje em dia. Mas era um sentimento de ação livre.
 Eu vivia aquele dia em toda a sua intensidade.
Sem me preocupar com o passado.
Sem me preocupar com o amanha.
Apenas o hoje.
Se por acaso, no meio do caminho houvesse uma pedra e isso ocasionasse uma queda ou um arranhão, ou chorava até passar a dor, ou nem ligava e continuava fazendo o que estava fazendo com minha total atenção.
Quando penso na minha infância penso  foco no agora , empenho, presteza para agir, gentiliza, compartilhamento, esquecimento de coisas sem importância...
Acredito que com você  aconteceu a mesma  coisa.
De modo que minha pergunta é: em qual momento  deixamos de  dar importância  ao que sentimos, ao que realmente é importante para nós? para prestar atenção ao que os outros sentem, pensam e falam a  nosso respeito.

Gosto de pensar que podemos voltar a ser crianças no nosso emocional  e que podemos voltar a nos importar conosco mesmo nas mesmas proporções.