Total de visualizações de página

quarta-feira, 11 de abril de 2007

Gente, esse negócio de encontrar um médico de confiança é uma loucura !
Tem algum tempo, que estou sentindo uma dor no pé esquerdo e já recebi uns quatro diagnósticos diferentes de médicos diferentes.
Teve um "Dr." que até mandou eu enfeitar minha perna com um terrível imobilizador chamado Bota Robô Cop, um horror dos horrores.
Inconformada, porque só gastei meu dinheiro em vão, fui em outro ortopedista, que me passou remédios.Mas, não tenho condições etária, física , psicológica e econômica para ficar tomando farmácias de antiflamatórios.
Então procurei outro "DR." Este olhou para mim e simplesmente me me mandou fazer 10 sessões de fisioterapia.
Como assim?
Nem sabe o que eu tenho e já vai me mandando pro tratamento final?
Eu sou pedagoga, mas entendo mais ou menos quando a carroça está indo na frente dos bois.
Bem, na falta de um ortopedista de confiança, tratei de reclamar para meu ginecologista esse sim, um médico de primeira, sobre meu azar na área óssea. Ele me recomendou um amigo.
Não deu outra. Da mesma maneira que dinheiro puxa dinheiro. Competência, chama competência.
O médico, chiquetérrimo, elegantérrimo( Apesar da camisa rosa e gravata idem. Não sei se é tendência, mas eu achei bonito)
Fez o que os outros não tiveram competência( ou saberes) para fazer :Olhou meus inúmeros raios x, e falou :
-Bem, não há nada nessas radiografias que indiquem porque essa dor persiste a tanto tempo. Vamos fazer uns exames de sangue para ver qual é procedência da inflamação que te aflige, aí depois a gente conversa.
Pombas! Uma coisa simples. Quer dizer que tomei uma pá de remédios à toa?
Nada de pomadas, massagens, botas, antiflamatórios dopantes, fisioterapias, chás e licenças médicas. Apenas um exame de sangue que vai identificar qual é o meu problema.
Essa situação é a mesma do vírus, que rola a cada estação. Todo mundo pega, a gente fica de cama mais morto que vivo, sofrendo dias a fio,vamos ao médico, ele com a cara mais deslavada fala aquilo que o William Bonner anuncia toda noite na televisão: É uma virose.E tasca um antibiótico na gente , não quer nem saber qual é o nome do tal vírus que tava acabando com nossa vida.
Precisamos de médicos de verdade que queiram medicar de verdade, que gostem de gente, que queiram investigar o que se passa com o paciente para melhorar qualidade de vida do indivíduo.
O que é engraçado, é que para todos os "doutores" eu disse a seguinte frase: " Ninguém me diz o que eu tenho, só passam medicamentos, mas afinal o que tenho?Que dor é essa?
O médico amigo do meu médico disse as palavras mágicas:" Não posso te responder antes de ver os exames. Pode ser algo de origem reumática. Vou ter que investigar para ver qual é o seu problema. "
ADOREI ouvir isso! É isso! Quero ser rato de laboratório de mim mesma.
Quero a cura e não viver sustentando egos com minha doença.
Já que adoro uma campanha, vou começar outra já: Pela moralização da Medicina.
Que os médicos nos tratem como gente, que pelo menos apertem a nossa mão no início da consulta e que nos olhe nos olhos quando estivermos contado nosso caso triste.