Total de visualizações de página

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Dias


Tem dias de canto de pássaros
e dias de silêncios abertos

Tem dias de solidão e vazios imensos
e dias de movimentos absurdos

Tem dias de flores e sementes
e dias de enterros harmoniosos

Tm dias de Rock and Roll
e dias, que sequer começam...

(Esta poesia de minha autoria está publicada no livro " Outras Poesias"
de 2005
).

Escutei Castro Alves hoje e quase chorei.
Fiz tão pouco por mim hoje; mas pensei bastante.
Isso já me basta.


No primeiro dia da Consciência Negra. Tudo odara, no axé transcendental.
Obrigado à Mestre Berg, Jeane, Ivan, Mili, Marta Galete, e à equipe do Ibase do Programa Diálogos contra o Racismo.

Beijinhos Verinha. Sua mãezinha está com papai do céu, com certeza.