Total de visualizações de página

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Sobre Aguinaldo Silva

Esta semana está uma loucura!
Os preparativos finais na organização da Semana da Consciência Negra
Estou a ponto de ter um treco.Mas quando penso,no quanto vai ser bom, deixo pra lá, e saio da crise.

Agora, uma noticia que não posso deixar de comentar.


Como todos tem conhecimento, acompanho as novelas via impressa escrita e algumas vezes, assisto a original.

O Aguinaldo Silva declarou na mídia que está sofrendo ameaças de vários tipos.

Sabemos que a trama é recheada de polêmicas. Criação de favela, affair entre uma mulher rica branca e um homem pobre e negro, o entrosamento de várias religiões em busca de saídas possíveis(o que mais gosto), adultério e outras malandragens de todos os tipos.A pouco tempo, li uma matéria que a personagem da Renata Sorrah defendia o gatonet, a internet mais baratinha.

Mas daí a ameaçar o autor?Isso é intimidação. E das brabas.

Fiquei pensando que vários desses fatores podem ser os motivos que levam pessoas insanas a estarem tentando acuar o Aguinaldo.
Ele declarou, inclusive, que pode nem terminar a novela, que está com medo.

Gente, é dificil lidar com a realidade brasileira, nós sabemos disso.

Vivemos tão cheios de malandragens e de jeitinhos para sobreviver.
O brasileiro ganha tão mal e é tão pouco respeitado em sua integridade e em sua cidadania, que falar sobre isso gera polêmica mesmo.

Mas um autor tem lidar com essas questões, e indiscutivelmente, escrever sobre elas. O Aguinaldo faz isso muito bem ao retratar a sua crítica social.

O que devemos repudiar é este fals moralismo, esse cercemento à liberdade de expressão.

Aposto que o povão entende o Aguinaldo, pois o povo não tem duas caras.

Não estou aqui para defender malandragens, muito pelo contrário.(Inclusive, não gostaria que um livro meu, sofresse algum tipo de pirataria.)

Mas a obra do Aguinaldo também não está defendendo nada, está apenas mostrando fatos reais da sociedade brasileira. Além do mais, é uma obra de ficção.

Apóio o Aguinaldo.

Ao autor, estão concedidas todas as licenças poéticas.

Mas é preciso investigar para saber quem é o insano está tão incomodado com o que ele escreve a ponto de ter que ameaçá-lo.

Aguinaldo incomoda muita gente. E isto é muito bom.